Pintou uma final brasileira na Copa Libertadores da América

0
566
Patrick de Paula foi um dos destaques do Palmeiras na Argentina, mas recebeu terceiro cartão amarelo e está fora do jogo contra o River Plate em São Paulo (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)
Patrick de Paula foi um dos destaques do Palmeiras na Argentina, mas recebeu terceiro cartão amarelo e está fora do jogo contra o River Plate em São Paulo (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Palmeiras e Santos fizeram as duas melhores campanhas na fase de grupos da Copa Libertadores América e estão próximos de estar na grande final da Copa Libertadores da América versão 2020, marcada para o dia 30 de janeiro de 2021 no Estádio do Maracanã no Rio de Janeiro.

Os dois clubes paulistas, inclusive, estão revertendo as expectativas dos especialistas, que apontavam River Plate e Boca Juniors como finalistas. Claro que nada está definido ainda, mas ambos deram passos significativos para carimbar suas passagens à finalíssima da mais importante competição da América do Sul.

Palmeiras surpreende em Avellaneda

Enfrentar o River Plate em seu campo é tarefa indigesta para qualquer adversário. Afinal, a equipe millionaria estava invicta há 17 jogos, com sete vitórias consecutivas como mandante na competição. e o toque de bola do time argentino é envolvente, tanto que nas últimas edições tem sempre sido protagonista. Ano passado foi vice-campeão, perdendo para o Flamengo por 2 a 1, após ter dominado a partida durante a maior parte do jogo. Na edição retrasada, conquistou o título ao vencer o arquirrival Boa Juniors em uma partida disputada no Estádio Santiago Bernanbeu, casa do Real Madrid, na capital espanhola. Agora tenta reverter o resultado para chegar à final.

Mas a tarefa não será fácil. Afinal, o Palmeiras visitou a equipe do River Plate-ARG na noite de terça-feira (05) pelo jogo de ida da semifinal da CONMEBOL Libertadores e, pela contagem de 3 a 0, superou a equipe argentina, no Estádio Libertadores da América (do Independiente de Avellaneda, em Avellaneda, Grande Buenos Aires-ARG, pois o estádio do River, o Monumental de Nuñez, passa por reforma) com gols de Rony, no primeiro tempo, e de Luiz Adriano e Viña, na etapa final. Desta forma, o Verdão tem vantagem no jogo de volta do torneio continental, que acontece na próxima terça-feira (12), no Allianz Parque. O time que avançar de fase enfrenta na finalíssima o vencedor de Santos e Boca Juniors-ARG.

Na atual edição da Libertadores, o Palmeiras tem ótimo aproveitamento: é o único clube invicto, com nove vitórias e dois empates em 11 jogos, além de 32 gols marcados (melhor ataque, seguido do próprio River Plate-ARG, com 31) e quatro sofridos. Caso avance à fase final, esta será a quinta vez que o Verdão chega a esta etapa do Continental: já foi finalista em 1961, 1968, 1999 (campeão) e 2000; vale lembrar que esta é a oitava vez que o Alviverde participa da fase semifinal da Libertadores, incluindo eventuais triangulares finais, como acontecia antigamente, e esteve na fase que precedeu a decisão em 1961, 1968, 1971, 1999 (campeão), 2000, 2001, 2018 e, agora, 2020.

Dono da melhor campanha da fase de grupos da Libertadores 2020, o Palmeiras alcançou o feito pela terceira edição seguida, sendo o único clube do continente a registrar o melhor desempenho na fase de classificação em três anos seguidos neste século. Em 2020, o Palmeiras repetiu os mesmos 16 pontos registrados em 2018, com cinco vitórias e um empate, enquanto em 2019 obteve 15 pontos, com cinco triunfos e uma derrota. Na fase de grupos da atual edição, o Verdão registrou também o segundo melhor ataque entre todos os 32 participantes, com 17 gols marcados contra 21 do River Plate-ARG, e a segunda melhor defesa, com dois gols sofridos contra um do Boca Juniors-ARG.

Ou seja, para se classificar, O River Plate precisa derrotar o Verdão por três gols de diferença. Em caso de uma vitória do time argentino por 3 a 0, a vaga será definida por uma série de cobrança de pênaltis. Já o Palmeiras pode se dar ao luxo de perder por até dois gols de diferença para se classificar. Antes disto, porém, o Alviverde paulista viaja a Recife no sábado (9) para enfrentar o Sport pelo Brasileirão.

Santos arranca empate heroico na Argentina

O Santos FC empatou na noite de quarta-feira (06), em 0 a 0 contra o Boca Juniors em La Bombonera, deixando o confronto em aberto e para ser decidido na quarta-feira que vem, dia 13, na Vila Belmiro. Se o placar de 0 a 0 se repetir, a vaga para a final será disputada nas penalidades máximas.

Os números embasam o olhar de que o Santos foi melhor nesta quarta-feira. O Peixe teve mais posse de bola (63% contra 37%), finalizou mais (10 contra oito) e teve quase 100 passes completos a mais do que o Boca Juniors.

O que faltou ao time comandado pelo técnico Cuca foi pontaria.

Independentemente das chances desperdiçadas, a postura do Santos em campo é elogiável. Mesmo fora de casa, o Peixe não se acuou em seu campo de defesa ou esperou o Boca Juniors criar oportunidades. O Alvinegro, na verdade, fez uma partida inteligente: se expôs pouco e ainda teve chances de sair com a vitória.

E ainda teve um pênalti sobre Marinho não marcado a seu favor.

O time santista vai encerrar a Taça Libertadores de forma invicta como visitante. Na primeira fase, o Alvinegro enfrentou o Defensa y Justicia, Delfín e Olímpia, e saiu vitorioso em todas as oportunidades. Venceu a LDU por 2 a 1 no Equador já pelas quartas de finais, e empatou com o Grêmio em 1 a 1 em Porto Alegre, nas semifinais. E com o empate de hoje, o Peixe alcançou o incrível aproveitamento de 77,7% como visitante, ganhando 14 pontos dos 18 disputados.

A próxima partida do Peixe será no domingo (10), diante do São Paulo no Morumbi, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Líderes do Brasileirão vacilam em jogos decisivos

Técnico Fernando Diniz estava muito nervoso e chegou até mesmo a discutir com Tchê Tchê na derrota para o Bragantino (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)
Técnico Fernando Diniz estava muito nervoso e chegou até mesmo a discutir com Tchê Tchê na derrota para o Bragantino (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Não parecia o líder do Campeonato Brasileiro. O São Paulo fez uma partida trágica e levou 4 a 2 do Red Bull Bragantino na noite de quarta-feira (06), em Bragança Paulista. Mesmo assim, manteve a vantagem de sete pontos na liderança, graças à derrota do Flamengo para o Fluminense. Claudinho, Raul, Fabrício Bruno e Artur fizeram os gols dos vencedores. O Tricolor descontou com Tchê Tchê (que se envolveu em forte bate-boca com o técnico Fernando Diniz e, para piorar, foi expulso na etapa final) e Gonzalo Carneiro.

O São Paulo estacionou nos 56 pontos, mas manteve sete pontos de vantagem na liderança, já que o Atlético-MG não jogou na rodada e o Flamengo perdeu para o Fluminense. Os concorrentes, porém, têm um jogo disputado a menos. O Bragantino, com a vitória, foi a 34 pontos, em 12º.

O São Paulo volta a campo no domingo (10), no clássico com o Santos no Morumbi. Um dia depois, o Bragantino recebe o Atlético-MG.

Flamengo falha no final e perde para o Flu

Meia Arrascaeta não poupou críticas à sua equipe após a derrota no Fla x Flu (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
Meia Arrascaeta não poupou críticas à sua equipe após a derrota no Fla x Flu (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Com um primeiro tempo de um time só e o segundo, sim, com cara de clássico, o Fluminense venceu o Flamengo de virada no Maracanã na noite desta quarta-feira, em jogo válido pela 28ª rodada do Brasileirão. Arrascaeta abriu o placar no momento em que o time de Rogério Ceni atropelava no Maracanã, mas os gols de Luccas Claro e Yago Felipe deram a vitória por 2 a 1 ao Flu, que volta a vencer depois de duas rodadas.

O Rubro-Negro teve várias oportunidades de gol na partida. Com cinco minutos de jogo, por exemplo, já haviam sido duas: Gabigol perdeu chance clara chutando por cima e Rodrigo Caio parou nas mãos de Marcos Felipe. No segundo tempo, o Fluminense foi para cima, equiparou as forças, chegou ao empate com Luccas Claro e finalizou o rival aos 47 minutos do segundo tempo, quando Arão e Hugo Souza titubearam depois do passe de Filipe Luís, e Yago Felipe apareceu entre eles tocando de mansinho para o fundo das redes.

O atual campeão brasileiro desperdiçou uma grande oportunidade de se aproximar do líder São Paulo, que perdeu para o Bragantino na rodada. Dessa forma, portanto, a diferença segue de sete pontos entre eles: o Flamengo é o terceiro, com 49, enquanto os paulistas têm 56. Já o Fluminense é o sétimo colocado, com 43 pontos.

O Mais Querido volta a campo pelo Brasileirão no próximo domingo para enfrentar o Ceará, novamente no Maracanã. Por sua vez, o Fluminense joga só na quarta-feira que vem contra o Corinthians, em São Paulo.

Drama do Botafogo não tem fim

Na primeira partida das equipes em 2021, o Athletico-PR venceu o Botafogo por 2 a 0 na noite de quarta-feira (06), no Estádio Nilton Santos, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols foram marcados por Renato Kayzer, no primeiro tempo, e Leo Cittadini, na etapa final. O time alvinegro perdeu muitas chances e se afunda no Z-4, enquanto o Furacão se afasta ainda mais dos últimos colocados.

Com o resultado, o Athletico Paranaense chega à terceira vitória seguida e sobe para 10ª colocação, com 37 pontos. Na próxima rodada, o Furacão tem clássico contra o Coritiba no sábado (9), no Couto Pereira. Já o Botafogo ocupa apenas o 19º lugar, com 23 pontos. A equipe tem novo compromisso marcado para este domingo (10), quando enfrenta o Vasco, em São Januário.

Tricolor dos Pampas sobe na classificação

O Grêmio venceu o Bahia por 2 a 1 na noite de quarta-feira (06) e entrou no G-4 do Brasileirão, ao menos até o fechamento da rodada. A partida ocorreu na Arena, em Porto Alegre, pela 28ª rodada da competição. Vanderson abriu o placar no primeiro tempo, Anderson Martins empatou logo no início da etapa final, mas Diego Souza decretou a vitória gremista instantes depois. 

Com o resultado, o Grêmio chegou aos 48 pontos e ingressou no G-4 . Já o Bahia se mantém com 28 pontos, na 16ª posição – uma acima da zona do rebaixamento. As equipes voltam a campo já no próximo final de semana. O Grêmio visitará o Fortaleza no Castelão, no sábado (09), enquanto o Bahia também jogará fora de casa, encarando o Atlético-GO no Antônio Accioly, no domingo (10). 

No duelo nordestino, melhor para o Sport

A estreia de Sport e Fortaleza em 2021 aconteceu em clima de decisão. Afinal, ambos brigam para se afastar da zona de rebaixamento. Na Ilha do Retiro, os donos da casa saíram com a melhor. O Rubro-negro marcou com Thiago Neves, aos nove minutos, e ainda viu o Leão do Pici ter um gol de Éderson anulado pelo VAR, mas terminou com a vitória por 1 a 0.

O Sport sobe uma posição e ultrapassa o Fortaleza – ficando em 14º colocado, com 32 pontos, abrindo quatro da zona de rebaixamento. O Fortaleza, por sua vez, cai para 15º e está com 31 pontos.

O Rubro-Negro pernambucano recebe o Palmeiras, no sábado (09), na Ilha do Retiro. Enquanto o Fortaleza enfrenta o Grêmio no mesmo dia, no Castelão. As partidas serão válidas pela 29ª rodada do Brasileirão.

Fugindo da zona de rebaixamento

Em confronto do Z-4, o Goiás venceu o Coritiba por 2 a 1 na noite de quarta-feira (09), no Couto Pereira, pela 28ª rodada do Brasileirão. Fábio Sanches e Rafael Moura marcaram para o Esmeraldino no primeiro tempo, enquanto Robson descontou para o Coxa na segunda etapa. O Goiás subiu para 26 pontos e está dois pontos abaixo do Bahia, o primeiro time fora da zona de rebaixamento. O Coritiba segue afundado na lanterna, com 21.

O próximo desafio do Coritiba será contra o rival Athletico,no sábado (09), no Couto Pereira, enquanto o Goiás encara o Internacional no domingo (10), no Beira-Rio. As partidas são válidas pela 29ª rodada do Brasileirão.