Polícia identifica suspeitos de atentados em Londres

Khuram Butt e Rashid Redouane são acusados de matar pelo menos sete pessoas no sábado (3)

0
2329
Polícia identificou os supeitos do ataque que deixou sete mortos em Londres
An undated handout picture released by the British Metropolitan Police Service in London on June 5, 2017 shows Khuram Shazad Butt (L) and Rachid Redouane from Barking, east London, believed by police to be two of the three attackers in the June 3 terror attack on London Bridge. / AFP PHOTO / METROPOLITAN POLICE / Handout / RESTRICTED TO EDITORIAL USE - MANDATORY CREDIT "AFP PHOTO / METROPOLITAN POLICE" - NO MARKETING NO ADVERTISING CAMPAIGNS - DISTRIBUTED AS A SERVICE TO CLIENTS

A polícia de Londres identificou nesta segunda-feira, 5, dois dos responsáveis pelo atentado de sábado na London Bridge, que foi reivindicado pelo Estado Islâmico. São eles Khuram Butt, um homem de 27 anos, e Rashid Redouane, de 30. As investigações para determinar a identidade do terceiro terrorista continuam. As informações são da Agência Reuters.

Os três terroristas que realizaram a ação já foram identificados, mas um dos nomes ainda está sob sigilo. O ataque deixou sete mortos e 48 feridos, sendo que 21 deles estão em estado crítico.

Segundo a Polícia Metropolitana, Butt era militante do grupo al-Muhajiroun, que no mês passado defendeu o boicote às eleições gerais de quinta-feira. Os pais dele eram paquistaneses e ele tinha cidadania britânica, mas nasceu no Paquistão. Redouane tinha nacionalidade marroquina e líbia. Butt era conhecido e monitorado pela unidade de antiterrorismo da polícia. Redouane, no entanto, não estava no radar das autoridades.

Os investigadores pediram que moradores que conhecessem ambos dessem mais informações sobre ele, principalmente os lugares que ambos frequentavam e seus movimentos nos dias que antecederam o ataque.

“Não havia dados de inteligência sugerindo que um ataque estava sendo planejado e a investigação sobre ele seguiu o padrão”, disse em nota a polícia. “O M15 (serviço secreto britânico) tem 500 investigações  ativas sobre 3 mil suspeitos, além de 20 mil ex-suspeitos cujos movimentos são revisados periodicamente.”

Mais cedo, autoridades britânicas realizaram novas detenções como parte da investigação do atentado realizado no sábado à noite em Londres, cuja autoria foi reivindicada pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI), enquanto a cidade tenta voltar a sua vida normal.

Várias pessoas foram presas em duas novas operações em Newham e Barking, bairros da zona leste da capital britânica, informou a polícia. No domingo, agentes anunciaram a detenção de 12 pessoas, sendo 7 mulheres e 5 homens com idades entre 19 e 60 anos. Mais tarde, um homem de 55 anos foi liberado sem acusações.