Polícia procura por agente e presidiário que fugiram juntos no Alabama

Funcionária do presídio teria caso com condenado por homicídio e outros crimes

0
994
Agente de penitenciária deu um tiro na cabeça

Uma funcionária de um presídio no Alabama está sendo acusada de facilitar a fuga e fugir com um preso condenado a 75 anos de prisão por diversos crimes, inclusive assassinato.

Segundo as autoridades, Vicky White e Casey White – que têm o mesmo sobrenome, mas não são parentes – teriam um caso dentro da prisão.

O criminoso, de 38 anos, saiu da prisão na manhã do dia 2 de maio sob a supervisão de Vicky. A agente deveria tê-lo levado ao tribunal para uma avaliação psicológica, e depois também o levaria para uma consulta médica.

No meio da tarde, as autoridades se deram conta de que nenhum dos dois havia retornado ao presídio. O veículo foi encontrado vazio no estacionamento de um shopping center.

“Sabemos que ela participou da fuga”, disse, em entrevista coletiva, o xerife do condado de Lauderdale, Rick Singleton.

A agente, de 56 anos, saiu sozinha com Casey White, violando as regras que exigem que os oficiais transportem os presos em dupla, disse Rick Singleton. Tampouco estava prevista qualquer avaliação psicológica para o prisioneiro naquele dia no tribunal.

Além disso, os investigadores estão intrigados por causa de outros elementos: a agente estava prestes a se aposentar e a sexta-feira era seu último dia de trabalho. Segundo o xerife, ela vendera sua casa por $95 mil”há aproximadamente um mês”.

O presidiário tem mais de dois metros de altura e, segundo os agentes, é muito perigoso.