Portadora de green-card é presa no Texas por votar cinco vezes e pode ser deportada

Direito ao voto é dado apenas a portadores de cidadania americana registrados para votar

0
3816
Rosa Maria Ortega foi condenada à prisão
Rosa Maria Ortega foi condenada à prisão

A mexicana Rosa Maria Ortega, portadora de green card, foi condenada a oito anos de prisão por fraude e pode ser deportada. Rosa, que é mãe de quatro filhos, disse que pensava que poderia votar portando a residência permanente. Ela votou cinco vezes entre 2004 e 2014, uma das vezes votou na procuradora geral Ken Paxxton, que anos mais tarde, a acusou no tribunal.

“Ela não sabia. Ela pegou seu green card que dizia ‘residente’. Ela, por engano, se registrou para votar como cidadã e não tinha outro motivo além do que ela pensava, erroneamente, era seu dever cívico”, disse a advogada de Rosa.

A acusação disse que Rosa preencheu corretamente os documentos para a driver’s license e incorretamente o registro de votação, o que desmente a alegação da acusada de ser “um erro inocente”.

O estado do Texas ofereceu a Ortega a chance de, em vez de ir para a prisão, cumprir dois anos de trabalho comunitário, mas ela recusou e optou pelo julgamento. Acabou sendo condenada.

Vale lembrar que é obrigatório ter cidadania americana para votar e ser registrado para tal. (Com informações da NBC).