Brasil Manchete

Posse de Lula deve receber número recorde de chefes de estado estrangeiros

Pelo menos 17 chefes de estado e representantes de diferentes nações confirmaram presença na cerimônia de posse do presidente eleito

Lula com o presidente de Portugal Marcelo Rebelo de Souza, presença confirmada na cerimônia de posse. Foto: Poder360

Pelo menos 17 chefes de estado e representantes de diferentes nações confirmaram presença na cerimônia de posse do presidente eleito Luis Inácio Lula da Silva, em Brasília, no dia 1° de janeiro de 2023. Segundo informou o embaixador Fernando Igreja, integrante do governo de transição e responsável pelo cerimonial de posse, até a última quarta-feira (14), estavam confirmadas a presença dos líderes da Alemanha, Angola, Argentina, Bolívia, Cabo Verde, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Guiné Bissau, Paraguai, Portugal, Suriname, Timor Leste, Uruguai e Zimbábue. Os Estados Unidos sinalizou desejo em participar, mas ainda não confirmaram quem deve representar o país.

Também estarão presentes o Rei da Espanha, Filipe VI, o vice-presidente do Panamá, o secretário executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e os ministros de Relações Exteriores da Costa Rica, do México, da Palestina e da Turquia, além de chanceleres, diretores de organismos internacionais e enviados especiais.

Segundo Fernando Igreja, a cerimônia pode entrar para a história com número recorde de líderes estrangeiros em comparecimento à posse de um presidente brasileiro. Em 2003, Lula contou com a participação de 110 delegações internacionais em posse do primeiro mandato. Dilma Rousseff (PT) foi a mais prestigiada em termos de presença internacional, com 130 delegações estrangeiras, das quais 32 lideradas por chefes de Estado ou de governo. Bolsonaro foi o presidente brasileiro com menos delegações estrangeiras em sua posse, com 46 representantes em 2019.

Baixe nosso aplicativo