Imigração Manchete Notícias

Prefeito de New York acusa Biden de ignorar pedido de ajuda para abrigar indocumentados

Eric Adams pede $1 bilhão e culpa os governos estadual e federal de não fornecer apoio financeiro e outros recursos para abrigar imigrantes indocumentados na Big Apple

Eric Adams pede recursos dos governos estadual e federal para abrigar imigrantes ilegais em NYC. Foto: FoxNews

O prefeito de New York Eric Adams culpou os governos estadual e federal de não fornecer o apoio financeiro e outros recursos que a cidade necessita para abrigar imigrantes indocumentados. “Precisamos da ajuda de Washington”, disse Adams na noite de domingo (18), antes de participar da cerimônia de Hanukkah, em Manhattan.

“Nossos pedidos de assistência foram em sua maioria ignorados. E embora a delegação federal de New York tenha repetidamente defendido que o financiamento seja enviado de volta à cidade de Nova York, muitos no Congresso – tanto republicanos quanto democratas – se recusaram a levantar um dedo”, disse o democrata. “Isso não pode continuar. Com a expiração do Title 42 em poucos dias, precisamos que o governo federal – tanto na administração quanto no Congresso – compartilhe seus planos de transferir requerentes de asilo para outras cidades, permitir que os requerentes de asilo trabalhem e enviar ajuda para as cidades que suportaram o peso desta crise”, afirmou.

Em outubro, o prefeito declarou estado de emergência devido ao fluxo de imigrantes chegando na Big Apple. Semana passada, Adams enviou um pedido de financiamento de $1 bilhão à Agência Federal de Gerenciamento de Emergências para abrigar dezenas de milhares de requerentes de asilo. “Esteja ciente de que, devido ao fim do Title 42, a cidade espera uma quantidade maior de ônibus para requerentes de asilo a partir de hoje, com mais 10 a 15 esperados nos próximos dois dias”, disse a prefeitura em mensagem obtida pelo The Post. “Defendemos diligentemente o apoio de nossos parceiros federais e estaduais, pois não podemos continuar a resolver esse problema sozinhos”, concluiu a carta.

Cerca de 31 mil imigrantes foram enviados para Nova York desde a primavera, e o governo colocou quase 22 mil deles em seu sistema de abrigos superlotado, de acordo com dados da cidade divulgados na semana passada. Com o fim do Title 42, ordem de expulsão de migrantes ilegais instituída pelo então presidente Donald Trump durante a pandemia, autoridades esperam pelo menos mais 1 mil novas chegadas em New York por semana.

“Com o sistema de abrigo da cidade estourando, uma crise financeira iminente e o êxodo em massa de contribuintes da cidade, os nova-iorquinos não podem absorver mais requerentes de asilo”, disse o democrata Robert Holden, membro do conselho do Queens. “Não podemos e não devemos onerar ainda mais os contribuintes pelo fracasso do governo federal em lidar com esta crise. O presidente Biden e o Congresso dos EUA devem resolver esse problema na fronteira”.

Um tribunal federal de apelações rejeitou, na sexta-feira (16), o pedido de 15 estados liderados pelos republicanos para suspender a decisão do tribunal de Washington que permite que o programa expire em 21 de dezembro. Durante a vigência do Title 42, autoridades policiais removeram cerca de 2,5 milhões de migrantes detidos na fronteira, de acordo com dados divulgados pela Casa Branca.

Baixe nosso aplicativo