Premiação americana elege filme brasileiro entre cinco melhores do ano

Drama “Que Horas Ela Volta?”, com Regina Casé, foi destaque entre premiados pela National Board of Review

0
1145

DA REDAÇÃO, COM com G1 – Estrelado pela atriz e apresentadora Regina Casé, o filme brasileiro “Que Horas Ela Volta?” ficou na lista de melhores filmes estraNgeiros do ano divulgada pelo National Board of Review na terça-feira (1º). A organização americana deu o prêmio de melhor filme de 2015 a “Mad Max”, e escolheu o húngaro “O filho de Saul” como o melhor longa em idioma estrangeiro.

O filme dirigido por Anna Muylaert e protagonizado por Regina Casé foi lembrado em um top 5 de filmes em língua estrangeira, que desconsiderou o campeão.

“Que horas ela volta” foi acompanhado pelo austríaco “Boa noite, mamãe”, o italiano “Mediterranea”, o alemão “Phoenix” e o ucraniano “A gangue”.

“Que Horas Ela Volta?” tem trama que gira em torno de Val, uma empregada doméstica de São Paulo. Val é um símbolo da redução da desigualdade social experimentada pelo Brasil nos últimos anos. No filme, ela se vê em uma situação constrangedora quando seus patrões, gente para a qual ela trabalha dia e noite, muitas vezes confinada em um quartinho minúsculo na área de serviço, ficam intrigados com a notícia de que sua filha vinda do Nordeste irá cursar uma universidade pública frequentada pela elite do país.

O longa é a aposta do Brasil para tentar uma vaga entre os indicados ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2016.

Prévia do Oscar
A National Board of Review, uma organização formada por professores, críticos, estudantes e outros profissionais do cinema, escolhe seus melhores do ano desde a década de 1930.

A premiação é considerada um dos termômetros ao Oscar – mesmo que em 2014 apenas cinco de seus 11 escolhidos tenham aparecido entre os melhores do ano da Academia.

“The Martian” ganhou nas categorias de melhor diretor (Ridley Scott), ator (Matt Damon) e roteiro adaptado (Drew Goddard). Brie Larson foi escolhida melhor atriz por sua atuação em “Room”.

O novo filme de Quentin Tarantino, “The Hateful Eight”, foi lembrado nas categorias de melhor atriz coadjuvante (Jennifer Jason Leigh) e melhor roteiro original, para Tarantino.

Sylvester Stallone foi eleito o melhor ator coadjuvante do ano por sua participação em “Creed”, o sétimo capítulo da saga de “Rocky”.

Entre os filmes do ano, a National Board of Review escolheu “Bridge of Spies”, “Creed”, “The Hateful Eight”, “Inside Out”, “Spotlight”, “The Martian”, “Room”, “Sicario” e “Straight Outta Compton”. ?