Prisões de imigrantes sem passagem pela polícia triplicam no governo Trump

Número de prisões de indocumentados aumentou 41% em 2017, em comparação com 2016

0
4661
Palestino deportado e
Palestino deportado e

As prisões de imigrantes indocumentados – especialmente aquele sem nenhuma passagem pela polícia – aumentaram 41% sob a administração Trump, de acordo com dados do Immigration and Customs Enforcement (ICE) divulgados na sexta-feira (23).

As prisões de criminosos subiram 14%, indo de 22.484 para 25.626, mas as prisões de não criminosos quase triplicaram de 4.918 para 13.548.

O que se observa, é que o governo Trump quer acabar com a imigração ilegal no País, independentemente de como o imigrante entrou nos EUA, se paga ou não impostos ou se já está nos EUA por mais de 30 anos, como é o caso de um palestino deportado depois de 39 anos vivendo nos Estados Unidos. Amer Othman Adi, de 57 anos, vivia em Ohio desde os 19 anos e foi deportado. Ele tinha quatro filhos, conseguiu o green card pelo primeiro casamento, mas não obteve a renovação do documento, já que o governo alegou fraude no primeiro casamento. Amer recebeu uma ordem de deportação em 2009 e a ordem foi cumprida em janeiro último.

Em 2017, de acordo com os dados divulgados, o ICE prendeu 155 mil imigrantes – 30% sem passagem pela polícia. Nos três últimos meses do ano, o número de imigrantes sem qualquer tipo de crime, aumentou 35%.

Deportações ainda são menores

O número de imigrantes deportados ainda é menor do que na administração anterior. Em 2017, 215 mil imigrantes foram mandados de volta aos países de origem, 13% a menos que os 250 mil deportados no governo Obama.

Deportações são estatísticas mais complicadas de se comparar, já que o processo até que o imigrante seja colocado num avião de volta, é longo e pode demorar meses, até mesmo anos. (Com informações da CNN).