Professor da Felix Varela Senior High é preso acusado de tentar envolver sexualmente aluna

Acusações foram refutadas pelo advogado de defesa do docente

0
935
Polícia está investigando denúncia de assédio sexual perpetrado pelo professor (Foto: Miami-Dade Police Department)
Polícia está investigando denúncia de assédio sexual perpetrado pelo professor (Foto: Miami-Dade Police Department)

Um professor de 40 anos da Felix Varela Senior High foi preso depois que uma aluna o acusou de tentar envolvê-la sexualmente durante a aula. Andy Barbosa-Morrell foi preso na terça-feira (1) sob a acusação de abuso infantil sem grandes danos corporais e ofensas contra um estudante por uma figura de autoridade. 

Ele é funcionário das Escolas Públicas de Miami-Dade desde 2017 e não tem histórico disciplinar anterior, de acordo com o distrito escolar. O advogado de defesa de Barbosa-Morrell, Orlando Rodriguez, chamou seu cliente de “um professor comprometido e um marido e pai amoroso” e disse que as “alegações contra ele são infundadas e exageradas”.

O incidente aconteceu na sexta-feira (28) durante a aula de espanhol, dizem as autoridades. Uma estudante do ensino médio na Felix Varela (15255 SW 96th St.) disse à polícia que estava sentada em sua mesa quando Barbosa-Morrell se inclinou e acariciou sua perna logo abaixo do joelho, de acordo com seu depoimento de prisão. Ele perguntou se ela estava bem.

A menina disse à polícia ter ficado “assustada” e ele ficou em pé sobre ela, sorrindo e olhando, até que ela perguntou por que ele estava olhando, disse à polícia. Mais tarde na aula, quando a aluna estava com a cabeça baixa sobre a mesa, Barbosa-Morell se aproximou, agarrou seus cabelos e “empurrou a cabeça para cima e para trás”, afirma o relatório.

Ele “depois colocou os lábios no ouvido da vítima e sussurrou baixinho: Não comente”, e depois “empurrou com força a cabeça da vítima para a frente”, de acordo com o relatório. Ele teria dito: No hable é espanhol para “não fale”. Quando a aula acabou e os alunos estavam saindo, ele disse à garota: “Sem abraço? Dê-me um beijo” em espanhol, segundo a reportagem. Ela se foi. A estudante descreveu a situação à polícia “como se ele estivesse tentando envolvê-la sexualmente”, segundo o relatório.

O advogado de defesa de Barbosa-Morrell rejeitou as alegações. “A própria ideia de que um professor faria avanços sexuais em relação a uma aluna em uma sala de aula cheia de alunos é absolutamente absurda”, disse Rodriguez. “Barbosa apenas tentou acordar uma aluna que estava dormindo em sua sala de aula”, disse Rodriguez em comunicado. “Ele bateu em sua canela (ela estava vestindo calças compridas) para tentar acordá-la. Nem puxou o cabelo dela ou fez qualquer uma das declarações alegadas no depoimento”.