Imigração Notícias

Programa autoriza cidadãos americanos a patrocinarem refugiados nos EUA

Entre as obrigações dos "padrinhos" estão a transferência de $ 2.275 por refugiado para ajudar a sustentá-lo durante seus primeiros três meses no país

Medida foi anunciada semana passada pelo U.S. State Department (foto: Thumbnail)
Medida foi anunciada semana passada pelo U.S. State Department (foto: Thumbnail)

O U.S. State Department anunciou na quinta-feira (19) uma medida que autoriza qualquer cidadão americano a apadrinhar diretamente um imigrante refugiado que entrar no país. Em comunicado, o órgão declarou que a iniciativa chamada de ‘Welcome Corps’ é a mais ousada do mundo’ em termos de reassentamento de refugiados, e vai reduzir a dependência de organizações não governamentais que historicamente assumem este papel.

“O Welcome Corps se baseará no espírito generoso dos americanos, criando um programa duradouro para os refugiados de todo o mundo”, destacou o departamento.

O programa será implementado em fases. Na primeira, que vai durar um ano, irá conectar 10 mil cidadãos com 5.000 refugiados já aprovados pelo Programa de Admissão de Refugiados dos EUA.  Entre as obrigações dos patrocinadores estão a transferência de $ 2.275 iniciais por refugiado para ajudar a sustentá-lo durante seus primeiros três meses no país.  Após esse período, os imigrantes se tornarão elegíveis para outros programas federais.“O objetivo é que os refugiados se tornem autossuficientes o mais rápido possível”, diz o State Department.

O anúncio do programa ocorre duas semanas depois que o presidente Biden estabeleceu uma política que aumenta o reassentamento de refugiados do Hemisfério Ocidental para até 20 mil pessoas neste ano e no próximo. Ao mesmo tempo, proíbe os imigrantes de ter os Estados Unidos como primeira opção para pedido de asilo.

Baixe nosso aplicativo