Projeto de lei Republicano para substituir o Obamacare falha no Congresso

Projeto desagradou moderados e conservadores do Partido e negociações não conseguiram conquistar os 216 votos necessários para a aprovação

0
3569
Presidente Trump e Speaker Ryan não conseguiram aprovar projeto Republicano que aboliria o Obamacare

O presidente da Câmara (Speaker of The House), Paul Ryan, retirou na última hora da pauta da Câmara a votação do projeto de lei, elaborado a mando do presidente Trump, que aboliria e substituiria o sistema de saúde pública em vigor, elaborado pelo presidente Obama, conhecido como Obamacare.

Criticado e sem o apoio da ala moderada do partido Republicano, que queria manter algumas características do Obamacare, e nem dos conservadores do partido, que queriam uma mudança ainda mais radical, o projeto não conseguiu arregimentar os 216 votos necessários para a sua aprovação e foi retirado da pauta antes que fosse à votação.

O fracasso representa uma derrota para Trump, que deu apoio irrestrito ao projeto e colocou à prova sua reputação de negociador no processo de aprovação do projeto de lei Republicano. No começo da semana, o presidente chegou a alertar os parlamentares Republicanos para “aprovarem a lei ou perderão o mandato”. É também uma derrota para Paul Ryan, cuja liderança fica questionada pelo impasse dentro do próprio partido sobre um assunto que parecia consenso.

O chamado Affordable Care Act, o sistema de saúde criado pelo presidente Obama e aprovado em março de 2010, continua em vigor, e comentaristas políticos dizem que tão cedo não haverá nova tentativa Republicana para derrubá-lo.

Se fosse aprovado, o projeto de lei Republicano, batizado de America Healthcare Act, faria com que 24 milhões de americanos ficassem sem seguro saúde.