R. Kelly é condenado a 30 anos de prisão

Cantor de R&B teria abusado sexualmente de menores de idade

0
1139
R. Kelly ainda passará por julgamentos em diferentes cidades (Foto: Flickr)
R. Kelly ainda passará por julgamentos em diferentes cidades (Foto: Flickr)

O cantor de R&B R. Kelly, 55 anos, foi condenado a 30 anos de prisão por abusar sexualmente de menores de idade de ambos os sexos.  Em setembro, ele já havia sido considerado culpado por crimes de extorsão e tráfico sexual. Agora, ao determinar a pena, a juíza Ann Donnelly afirmou que o artista mostrou “indiferença ao sofrimento humano”. Seus advogados vão recorrer.

No ano passado, 11 homens e mulheres testemunharam em um tribunal de New York, NY, contra Kelly. Uma mulher relatou que foi estuprada nos bastidores de um show em Miami, FL, após ela e uma amiga serem abordadas por dois seguranças que as convidaram para visitar o camarim. Chegando lá, segundo ela, o cantor tirou todos da sala e a estuprou violentamente.

O ataque ocorreu dois dias após seu casamento, em 1994, com a cantora Aaliyah, então com 15 anos. O casamento foi anulado após comprovação de que certidão em que ela tinha 18 anos era falsa.

Um homem que testemunhou contra o cantor disse que o conheceu em 2006, quando tinha 17 anos e trabalhava numa lanchonete em Chicago. O artista lhe deu seu número de telefone e o convidou para sua casa. Em um desses encontros, teria feito sexo oral no jovem.

No julgamento, foi comprovado que o cantor e membros de sua equipe traficavam mulheres de diferentes Estados.

Ganhador de três prêmios Grammy, ele já vendeu mais de 75 milhões de discos e é considerado um dos músicos de R&B de maior sucesso da história. Uma de suas músicas mais conhecidas é “Believe I can fly”.

Está preso desde 2019. Em agosto será julgado em Chicago, por acusações de obstrução e pornografia infantil. Ainda deve enfrentar acusações de abuso sexual nos tribunais de Illinois e Minnesota.