Real Madrid é sinônimo de resiliência

0
161
O Real Madrid vai em busca do seu 14º título continental na final contra o Liverpool (Foto: Helios de la Rubia)
O Real Madrid vai em busca do seu 14º título continental na final contra o Liverpool (Foto: Helios de la Rubia)

O Real Madrid é considerado por muita gente como o maior clube de futebol do mundo. Argumentos a favor não faltam para este clube fundado oficialmente no dia 6 de março de 1902 pelos irmãos Juan Padrós e Carlos Padrós. Participa da Primeira Divisão da Espanha, a mais alta categoria do Campeonato Espanhol de Futebol, desde a sua fundação, em 1929, sendo um dos três únicos clubes que nunca foram rebaixados, assim como o Athletic Club e o Barcelona.

Disputa suas partidas como mandante desde 1947 no Estádio Santiago Bernabéu, com uma capacidade de 81.044 espectadores, o terceiro maior em capacidade da Europa. A relevância do clube, que se estende para fora da Espanha tornando-o um dos mais aclamados mundialmente, e uma das entidades esportivas de maior valor de mercado e detentora de uma das maiores receitas anuais. A propriedade do clube recai sobre seus mais de 100.000 mil membros associados e organizados, sendo um dos quatro únicos clubes profissionais da Espanha cuja entidade jurídica não é a de Sociedade Anônima Esportiva.

É uma das entidades mais premiadas e reconhecidas do mundo, recebendo no futebol o título de melhor clube do Século XX pela FIFA, em dezembro de 2000 e o primeiro entre todos clubes espanhóis, e o título de melhor clube europeu do Século XX pela IFFHS, em maio de 2010. Entre suas maiores conquistas, o clube detém de 34 títulos da La Liga (um recorde), 19 títulos da Copa del Rey, 12 títulos da Supercopa da Espanha, 1 título da Copa da Liga Espanhola, 1 título da Copa Eva Duarte. Em nível internacional o clube venceu 13 títulos europeus da Taça dos Clubes Campeões Europeus/Liga dos Campeões da UEFA sendo o maior campeão do torneio, 2 títulos da Liga Europa da UEFA, 4 títulos da Supercopa da UEFA, 3 títulos da Copa Intercontinental e 4 títulos da Copa do Mundo de Clubes da FIFA.

O Real Madrid é o clube de futebol mais valioso do mundo, com seu valor estimado em $3,260 bilhões e o clube de futebol mais rico do mundo em termos de receita, com um volume de negócios anual de $757,3 milhões, possuindo o melhor elenco do mundo com seu valor estimado em $1,080 bilhões. Segundo um estudo realizado pela empresa de consultoria britânica de valor de marcas a Brand Finance, colocou o Real Madrid no topo de marcas mais valiosas do futebol mundial, avaliado em € 1,419 bilhões. Atualmente o Real Madrid é quarto colocado no Ranking de Clubes da UEFA e lidera a primeira posição no Ranking de Clubes da FIFA. O Real Madrid esteve na primeira posição do ranking mundial de clubes da IFFHS em 2000, 2002, 2014, 2017, 2018.

O texto que copnsta na Wikipedia mostra como é a grandeza desse clube admirado e invejado. A grandeza dos Blancos, como é conhecido carinhosamente, está sendo realçada ainda mais nesta temporada 2021/2022. Após assegurar o 35º título da La Liga, o clube madrilenho carimbou mais uma  vez sua passagem para a final da Liga dos Campeões, quando enfrentará o Liverpool da Inglaterra no Stade de France, em Paris, no dia 28 de maio.

O caminho para a final

Em busca de seu 14º título na competição de clubes mais valorizada do Planeta Bola, os Merengues tiveram de reverter resultados contra três outros grandes clubes europeus, que jogaram melhor do que o time espanhol.

O primeiro desafio surgiu nas oitavas de final da competição, quando o Real Madrid enfrentou o Paris Saint German. O time francês com o trio Neymar-Messi-MBappé dominou a série, mas apenas venceu por 1 a 0 no jogo de ida em Paris. Na volta, na capital espanhola, o PSG jogou melhor o primeiro tempo, porém um apagão fatal permitiu a vitória do time local por 3 a 1, classificando-se para as quartas de final.

A série também foi bem difícil diante do Chelsea, atual campeão europeu. No jogo de ida em Madrid, o time comandado por Carlo Ancelotti venceu por 3 a 1. Na volta, apesar de ter sido dominado, perdeu por 3 a 2 e se classificou pelo saldo de gols.

Na semifinal, o adversário foi o temido Manchester City, de Pep Guardiola. O clube inglês jogou melhor, embora este tenha sido o melhor jogo da temporada no futebol mundial. A partida terminoui 4 a 3 a favor do time da casa, apesar o Manchester City ter aberto dois gols de diferença jurante o jogo.

Nesta quarta-feira (4), o time visitante abriu o placar com um gol de Mahrez e estava indo para a final quando Ancelotti colocou Rodrygo no jogo. O garoto revelado no Santos foi a grande estrela ao marcar dois gols nos acréscimos para levar a partida à prorrogação. O gol de pênalti de Benzema selou a classificação do Real Madrid e a consagração de Ancelotti – primeiro treinador a ser campeão nas cinco principais ligas de futebol da Europa: Milan, na Itália; Bayern de Munique, na Alemanha; PSG, na França; Chelsea, na Inglaterra; e agora Real Madrid, na Espanha. E o treinador italiano pode ainda conquistar a Champions League com o gigante espanhol.

Agora, só resta aguardar o final do mês para saber quem será o novo campeão europeu.

Libertadores tem goleadas

A quarta rodada da Taça Libertadores da América começou a delinear os times favoritos para chegar à fase de mata-mata da principal competição continental da América do Sul.

Os jogos foram disputados na terça-feira (3), quarta-feira (4) e quinta-feira (5) – estes não temos como divulgar os resultados por causa do horário de fechamento do jornal.

Palmeiras já classificado

Raphael Veiga, principal artilheiro do Palmeiras na Libertadores, comemora seu gol na Bolívia (Foto: Cesar Grecco)
Raphael Veiga, principal artilheiro do Palmeiras na Libertadores, comemora seu gol na Bolívia (Foto: Cesar Grecco)

O Verdão mostrou que hoje é um dos principais times da América do Sul. Mesmo atuando em Sucre, à 2.800 metros de altitude, o clube paulista goleou o Independiente Petrolero, atual campeão boliviano, por 5 a 0, com três gols de Raphael Veiga, um de Rafael Navarro e outro de Murilo. Assim, Veiga se tornou o maior artilheiro do Palmeiras com 14 gols, enquanto Navarro lidera a artilharia do torneio com sete gols. E o Alviverde estendeu sua invencibilidade para 18 jogos como visitante sem ser derrotado na Libertadores.

No total, a equipe brasileira já marcou 20 gols em apenas quatro jogos na competição. O Palmeiras, além de classificação, já garantiu a liderança do Grupo A e tem mais duas partidas para bater mais recordes. A vitória leva o Palmeiras a 12 pontos, garantindo a classificação e a liderança do Grupo A com duas rodadas de antecedência – o Emelec, vice-líder, tem cinco e não pode mais alcançar o Verdão. Deportivo Táchira, com quatro pontos, e o Petrolero, com um, completam a chave.

O Palmeiras ganha agora um leve respiro até o próximo jogo: enfrenta o Fluminense domingo (8), no Allianz Parque, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

Furacão sem força na altitude

Cenários parecidos, mas rersultado diferentes. Enquanto o Verdão goleava seu adversário, o Athletico-PR foi dominado e acabou goleado pelo The Strongest por 5 a 0 na noite de terça-feira (3), no estádio Hernando Sales, em La Paz, pela quarta rodada da Libertadores. O Furacão levou um gol na primeira etapa e outros quatro no segundo tempo. Todos os gols foram de bola aérea. Com a derrota, o Furacão se complicou e caiu para a lanterna do grupo B. Para avançar às oitavas de final, o time brasileiro precisa vencer os dois jogos na Arena da Baixada e torcer por uma combinação de resultados. Ainda na Bolívia, o técnico Fábio Carille acabou demitido. Seu substituto é Luiz Felipe Scolari, que assumirá também o cargo de director técnico do Rubro-negro do Paraná.

O Athletico tem quatro pontos e é o último colocado do grupo B. O Libertad lidera com sete. The Strongest e Caracas possuem cinco. O Athletico volta a campo contra o Ceará no sábado (7), na Arena da Baixada, pela quinta rodada do Brasileirão. Na Libertadores, o Furacão recebe o Libertad na quarta-feira (18), em casa. Já The Strongest visita o Caracas dia 17, na Venezuela.

Galo bica Coelho em BH

O segundo clássico mineiro da história da Libertadores terminou com vitória do Atlético-MG. No Independência, com mando do América-MG, o Galo foi mais efetivo no ataque, perdeu um caminhão de chances no segundo tempo, mas conseguiu segurar a vitória por 2 a 1. Todos os gols saíram na etapa inicial: Guilherme Arana e Nacho Fernández marcaram para o Alvinegro, Conti descontou para o Coelho.

Com a vitória, o Atlético-MG chegou ao 17º jogo sem derrota na Libertadores. Com isso, igualou a série invicta de Flamengo (2020-2021) e do Sporting Cristal-PERU (1962-1969). O Galo não perde um jogo da competição continental desde 24 de abril de 2019, quando foi derrotado em casa pelo Nacional-URU, na 5ª rodada da fase de grupos, por 1 a 0.

Atlético e América voltam a medir forças já no próximo sábado (7), desta vez em partida válida pela 5ª rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo tem mando do Galo, mas também será disputado no Independência, já que o Mineirão está reservado para uma agenda de shows.

Empate valioso

O Corinthians esteve perto da derrota, flertou com a vitória, mas não saiu do empate por 0 a 0 com o Deportivo Cali na noite de quarta-feira (4), na Colômbia, pela quarta rodada do Grupo E da Copa Libertadores. Num jogo com fortes emoções desde o início – Fagner saiu machucado aos quatro minutos –, o Timão viu Cássio fazer grandes defesas, a principal deles num pênalti de Teo Gutiérrez no segundo tempo. Por outro lado, perdeu pelo menos três chances claras de fazer o gol da vitória – a principal delas num pênalti de Fábio Santos nos minutos finais, que o lateral chutou por cima (o primeiro erro dele em 13 cobranças desde que voltou ao Timão). Ao menos, o Corinthians segue líder do grupo na Libertadores. 

O empate leva o Corinthians aos sete pontos, ainda na liderança do Grupo E, mas com o Boca Juniors na cola – com seis, após a vitória sobre o Always Ready nesta quarta. O Deportivo Cali fica com cinco, e o Always com quatro.

O Corinthians volta a campo no próximo domingo (8) para enfrentar o Bragantino, no Nabi Abi Chedid, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

Flamengo perde 100% na competição

Após ficar atrás no placar por duas vezes, o Flamengo buscou o empate de 2 a 2 com o Talleres. A partida ficou longe das melhores apresentações do Rubro-Negro no ano, sobretudo pela fragilidade defensiva. O Talleres, aliás, abriu o placar com um gol contra de William Arão. Ainda assim, o time carioca conseguiu reagir no segundo tempo, com golaço de Arrascaeta. Michael Santos marcou o segundo gol argentino e Pedro deixou tudo igual novamente. 

Com o empate, o Flamengo chegou a 10 pontos e perdeu a chance de garantir de imediato uma vaga na próxima fase. No outro jogo do grupo H, Universidad Católica e Sporting Cristal também empataram, e a classificação para o mata-mata segue aberta na chave.

O Flamengo volta a campo pela Libertadores apenas no dia 17. No Maracanã, recebe a Universidad Católica. No mesmo dia e horário, o Talleres encara o Sporting Cristal, no Peru. Antes disso, pelo Brasileiro, o Flamengo joga neste domingo (8), em Brasília, contra o Botafogo.