Recontagem manual na Georgia termina e confirma vitória de Biden no estado

Resultado foi divulgado pelo Secretary of State da Georgia, o Republicano Brad Raffensperger, e nenhuma irregularidade ou fraudes foram encontradas pela auditoria

0
707
Secretário de Estado da Georgia, Brad Raffensperger: "Números não mentem."

O estado da Georgia terminou a recontagem manual dos votos das eleições de novembro e confirmou a vitória de Joe Biden no estado, divulgou em nota o Secretary of State of Georgia. Biden derrotou Trump com uma diferença de 12,284 votos, de acordo com o resultado final da auditoria. A campanha de Biden espera que o estado certifique os resultados ainda nesta sexta-feira (20).

“A histórica primeira auditoria de votos na Georgia reafirmou a segurança do seu novo sistema de votação em papel, com resultados precisos, cuidadosamente contados e reportados”, disse o secretário de Estado da Georgia, Brad Raffensperger, um Republicano. As autoridades eleitorais no estado afirmaram que que a auditoria não revelou nenhuma fraude ou irregularidade na eleição. “Números não mentem”, declarou Raffensperger.

A diretora de comunicação da campanha de Biden, Jaclyn Rothenberg disse em nota que o resultado da recontagem “simplesmente confirmou o que já se sabia: os eleitores da Georgia escolheram Joe Biden como seu próximo presidente”.

O presidente Trump continua sem dar declarações públicas e comunica-se somente através do Twitter, insistindo em fraudes, mas sem apreentar qualquer evidência.

Para ser definitivamente certificado, o resultado precisa da assinatura do governador da Geoorgia, o Republicano Brian Kemp. A lei determina que o governador precisa assinar a certificação até as 5 p.m. de sábado (21), oficialmente assinalando os 16 votos do estado no Colégio Eleitoral para Joe Biden.