Republicanos do Texas aprovam prisão para deputados democratas ausentes em votação

Medida foi motivada pela recusa de parlamentares democratas em compareceram à sessão de votação do projeto de lei que, segundo eles, restringe o direito ao voto no estado

0
801
Plenário da Câmara dos Deputados do Texas (foto: Texas House of Representatives chamber)

O presidente da Câmara dos Deputados do Texas, Dade Phelan, do Partido Republicano, assinou mandados de prisão contra 52 parlamentares democratas que pela terceira vez não compareceram à sessão de votação de uma lei que altera a legislação eleitoral no estado.

A ausência proposital dos democratas teve o objetivo de quebrar o quorum necessário para avaliar a medida apresentada pelo governador Greg Abbott que, segundo eles, restringe o direito ao voto.

Por 80 a favor e 12 contra, os republicanos aprovaram aumentar os poderes do chefe do DPS ( Department of Security and Protocol) para prender os ausentes, caso insistam no boicote.

Pelo Twitter, o deputado Eddie Rodriguez, escreveu: “Quebramos o quorum porque projetos de lei anti-eleitorais são tentativas nefastas de privar os texanos e essas atitudes autoritárias dos republicanos apenas consolidam que estamos do lado certo da história”.

A batalha em torno da votação do projeto começou no fim maio, quando democratas bloquearam o pleito nas últimas horas da sessão legislativa de 2021. 

Eles usaram a mesma tática para impedir a ação em outra sessão especial. Para a votação acontecer, é necessário que dois terços dos 150 membros da Casa estejam presentes.

Diante disso, o governador Greg Abbott prometeu convocar “uma sessão atrás da outra” para garantir a análise da proposta.

Entre outros pontos, o projeto de lei elimina medidas usadas no ano passado por causa da pandemia de covid-19, como a votação drive-thru.

Também limita a abertura antecipada das zonas eleitorais, proibindo votações em determinadas horas aos domingos.

Além disso, o projeto dificulta o voto em trânsito, elimina tanto caixas para enviar votos antecipadamente ou por correio quanto zonas eleitorais que funcionam 24 horas e bane o uso de estruturas móveis ou temporárias como locais de votação.

Os republicanos do Texas insistem que suas propostas têm como objetivo aumentar a transparência  e evitar fraudes nas eleições.

Mesmo que Phelan emita os mandados, não está claro se há membros do Partido Democrata suficientes no Texas para formar um quórum. Eles informaram no sábado que pelo menos 26 de seus membros permaneceriam em Washington.