Restaurantes da Flórida pedem ajuda ao Congresso diante da ameaça da variante delta

Gastronomia pediu a 'reposição rápida' de recursos para evitar um novo colapso do setor diante do surto da variante delta da covid-19

0
1471
Pesquisa descobriu que 37% das pessoas que iam a restaurantes, agora optam por fazer o pedido de casa (foto: CNN)

Pouco mais de um ano após as restrições impostas pela pandemia de covid-19 obrigarem bares e restaurantes a fecharem as portas, o filme parece se repetir.

E para evitar o final trágico já conhecido pelos donos de estabelecimentos com perdas de receitas e demissões de funcionários, a National Restaurant Association (NRA) e as associações estaduais de restaurantes, incluindo a Florida Restaurant & Lodging Association (FRLA), apressaram-se em pedir ajuda ao Congresso americano, diante da nova ameaça da variante delta do coronavírus.

Em um documento enviado  ao líderes da Câmara e do Senado na terça-feira (24), as instituições solicitam a “reposição rápida” do Fundo de Revitalização de Restaurantes (RRF, na sigla em inglês), para socorrer os estabelecimento que “já sentem os efeitos da nova crise”.

As instituições alegam que os $28,6 bilhões do RFF aprovados pelo presidente Biden em março passado para aliviar o impacto negativo da pandemia no setor, esgotaram-se sem que o cenário mudasse de forma efetiva.

O período de inscrições para o RFF, administrado pela U.S. Small Business Association (SBA), que encerrou em julho, também teria deixando mais de 177 mil pedidos de ajuda pendentes, incluindo mais de 11,5 mil na Flórida.

“Há milhares de proprietários de pequenas empresas da Flórida esperando para descobrir se o Congresso agirá para fornecer a estabilidade de que precisam para superar esta nova ameaça de pandemia”, disse a CEO da FRLA, Carol Dover, em comunicado.

Segundo Dover, o surgimento da delta ameaça empurrar esses restaurantes para uma nova crise. “É hora de o Congresso intervir ”, acrescentou.

Uma pesquisa online feita pela NRA com mil adultos entre os dias 13 a 15 de agosto, revelou que a maioria mudou de comportamento em relação a fazer refeições fora de casa, desde o surgimento da pandemia.

O levantamento descobriu que 37% das pessoas que iam a restaurantes, agora optam por fazer o pedido de casa, em vez de compartilharem o ambiente com outras pessoas. Outros 19% disseram que deixaram totalmente de frequenter restaurantes.

A mudança, de acordo com Dover, está começando a exercer forte pressão sobre a indústria , “desta vez de forma definitiva”, alertou.

O governo da Flórida  determinou o fechamento dos restaurantes pela primeira vez em março de 2020, diante de uma explosão de casos de covid-19, forçando 1,3 milhão de trabalhadores do setor a serem licenciados ou demitidos.

De acordo com o economista-chefe da Câmara de Comércio da Flórida, Dr. Jerry Parrish, o estado recuperou 950 mil empregos, mas centenas de milhares foram completamente perdidos.