‘Roseanne’ volta à TV com audiência recorde e temas polêmicos na ABC

Presidente Trump ligou para a atriz principal, Roseanne Barr, que é admiradora declarada do presidente

0
1355
Roseanne reestreou depois de 20 anos com elenco original
Roseanne reestreou depois de 20 anos com elenco original

“Roseanne”,  seriado cômico de televisão dos anos 1990 sobre uma família americana da classe trabalhadora, teve uma grande audiência em sua volta à rede ABC depois de 20 anos, atraindo mais de 18 milhões de espectadores.

Dados de audiência divulgados na quarta-feira (28) mostraram que a estreia da nova fase da série, que conta com os membros do elenco original Roseanne Barr e John Goodman, foi o programa mais assistido da TV dos Estados Unidos na noite de terça-feira, quando 18,2 milhões de pessoas o acompanharam.

Roseanne disse querer que o revival, no qual interpreta uma avó que votou no presidente Donald Trump, retrate um país no qual metade dos eleitores fizeram a mesma escolha de sua protagonista na eleição de 2016. Ela é declaradamente eleitora de Trump, que fez questão de ligar para atriz para parabeniza-la pela reestreia.

A ABC disse que os dois episódios iniciais, exibidos em sequência, também atraíram cerca de 1,5 milhão de espectadores a mais do que o encerramento de “Roseanne” em maio de 1997 – uma era na qual os norte-americanos tinham menos opções do que as oferecidas por serviços de streaming como Netflix e Amazon. A nova fase da série também traz o neto de Roseanne de dez anos e que prefere se vestir com objetos e algumas roupas femininas.

A estreia também foi a comédia mais assistida da TV norte-americana desde setembro de 2014.

A “Roseanne” original, que esteve no ar entre 1988 e 1997, tratava de uma família de operários, os Conners, cujos pais acima do peso lutam para sobreviver na cidade fictícia de Lanford, no Illinois, e foi elogiada por ser um retrato realista da vida da classe trabalhadora.