Secretária de Biden diz que Flórida usou apenas ‘cerca de 50%’ das vacinas enviadas

Governador DeSantis criticou a proposta da administração Biden de abrir locais de vacinação operados pela FEMA em todo o país

0
637
A secretária de imprensa do governo Biden, Jen Psaki, durante briefing com jornalistas em Washington D.C. (foto: reprodução Twitter)

A secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, disse durante um briefing com jornalistas nesta segunda-feira (25), que a Flórida usou apenas cerca de metade dos carregamentos da vacinas contra covid-19 que recebeu do governo federal.

Ela falou que, ainda assim, o governador Ron DeSantis continua ligando “insistentemente” para solicitar o envio de mais suprimentos. “Nós temos aqui os dados, os fatos, e, claramente, há uma boa quantidade da vacina, e a Flórida tem capacidade de alcançar, efetivamente, todas as pessoas do estado”, falou Psaki.

Segundo ela, o desafio não é somente ter os imunizantes, mas pessoas para aplicarem as injeções e postos de vacinação para atender a população.

Recentemente, DeSantis criticou a proposta da administração Biden de abrir centenas de locais de vacinação em todo o país operados pela FEMA ( Federal Emergency Management Agency), que irão  distribuir 100 milhões de doses durante os 100 primeiros dias do seu governo.

Em Jacksonville, também nesta segunda-feira, DeSantis falou com a imprensa sobre a campanha de vacinação e admitiu que a Flórida tem doses “não utilizadas” do imunizante, mas essas doses, segundo ele, estão reservadas para as pessoas que já tomaram a primeira.

” O único foco do governo federal deveria ser aumentar o número de doses disponíveis para os estados”, disse o governador. “Disseram-nos semanas atrás que começaríamos a ver aumentos e até agora não vimos isso. Estivemos estagnados este mês inteiro”, criticou.

Ele mencionou que a Flórida tem recebido cerca de 266 mil doses da vacina por semana.

“Se conseguirmos 500 mil por semana, seremos capazes de vacinar muito mais idosos muito mais rapidamente”, disse o governador. “Estamos à mercê do que o governo federal nos envia”.

Para a secretária de Biden, o recém-empossado governo herdou um plano de respostas à pandemia  do ex- presidente Donald Trump que é “muito pior do que poderíamos ter imaginado”.

“Estamos avaliando agora o que temos acesso e garantindo que tenhamos um envolvimento mais rápido com os estados para que eles tenham mais informações sobre o que esperar nas próximas semanas”.

“E o presidente Biden vai se concentrar nisso de maneira bipartidária, independentemente do que qualquer autoridade eleita possa ter a dizer”, finalizou Psaki.