Senado dá passo importante para acabar com o Affordable Care Act

Reforma do sistema de seguro-saúde promovida por Obama, conhecida como Obamacare, ainda não tem projeto para substituí-la

0
2042
Senado, de maioria Republicana, votou por 51 a 48 pelo começo do fim do Obamacare

O Senado americano deu um grande passo na quinta-feira (19) para derrubar o Affordable Care Act, a reforma promovida pelo presidente Obama no sistema de saúde que ficou conhecida como Obamacare.

Por 51 votos a 48, o plenário aprovou medidas que podem fazer com que milhões de pessoas percam seus seguros-saúde.

A ação tomada pelo Senado abre o caminho para um tipo de legislação que pode abolir partes significativas da lei de seguro-saúde atual, incluindo a extinção de benefícios, como o fim da cobertura para condições pre-existentes e limites de idade para cobertura.

Os Republicanos afirmam que a vitória nas eleições de 2016, que deram a maioria para o Partido nas duas casas do Congresso e ainda a presidência, com Donald Trump, legitimam a abolição do sistema de Obama.

“A ponte do Obamacare está caindo, e estamos enviando uma equipe de resgate”, disse o senador Michael Enzi, Republicano de Wyoming. “Construiremos então outra ponte para um sistema melhor, e quando essa nova ponte ficar pronta fecharemos a anterior”

Até agora não foi apresentado nenhum plano para substiruir o Affordable Care Act, que beneficiou cerca de 20 milhões de pessoas que até então não possuíam seguro-saúde. O Obamacare subsidia o valor do seguro para famílias de baixa renda através de deduções no IR, e proíbe as empresas de seguro recusarem pessoas com condições pre-existentes ou por causa da idade. O sistema ainda exige que todos tenham seguro, cobrando uma multa de quem não for segurado.