Setenta e uma pessoas morrem em acidente com delegação da Chapecoense na Colômbia

Tragédia sem precedentes abalou o mundo dos esportes no Brasil e no mundo

0
2267
Acidente de avião matou 71 pessoas
Acidente de avião matou 71 pessoas

DA REDAÇÃO COM UOL – O mundo dos esportes acordou com uma triste notícia na manhã desta terça-feira (29). Um acidente aéreo com a delegação da Chapecoense matou 71 pessoas na madrugada, na cidade de La Unión, próximo a Medellín, na Colômbia.

De acordo com a Aeronáutica Civil da Colômbia, seis pessoas foram resgatadas com vida do acidente, sendo três jogadores da Chapecoense: o lateral esquerdo Alan Ruschel, o goleiro Follmann e o zagueiro Neto. O jornalista Rafael Henzel e os tripulantes Ximena Suarez e Erwin Tumiri completam a lista de sobreviventes.

As primeiras informações sobre sobreviventes, divulgadas no início da manhã pelo general José Acevedo Ossa, membro da polícia local e responsável pelo resgate, e pelo prefeito de Medellín, Federico Guitiérrez Zuluaga, afirmavam que apenas cinco pessoas haviam sido encontradas vivas. Posteriormente, porém, o corpo de bombeiros divulgou o resgate do zagueiro Neto.

O diretor geral da Unidade Nacional para Gestão de Risco de Desastre anunciou oficialmente o fim da operação de busca e resgate das vítimas da tragédia com o avião da Chapecoense. Carlos Iván Márquez Pérez passou balanço final com 71 mortos e seis sobreviventes. Ele esclareceu que os números oficiais foram corrigidos após informação que quatro passageiros não embarcaram.

“Quero informar que às 3pm encerramos a operação de busca e resgate das pessoas que estavam no voo acidentado. O balanço é o seguinte: seis pessoas feridas e 71 pessoas falecidas. O total era de 77 pessoas. O balanço final foi ajustado já que quatro pessoas não viajaram de última hora. Pode-se dizer que foi uma das operações mais rápidas que já fizemos, com logística aérea a terrestre”,  disse Carlos Iván Marquéz Pérez.

 

No voo estavam 77 pessoas, entre passageiros e tripulantes. No total, eram 48 membros da Chapecoense, incluindo 22 jogadores, 21 jornalistas e três convidados, além da tripulação. O modelo do avião é o Avro Regional Jet 85, também conhecido como Jumbolino, de matrícula CP-2933, produzido pela British Aerospace. O avião tem lugar para 95 pessoas.

O presidente do Atlético Nacional destacou solidariedade à Chapecoense à Telemedellín, TV colombiana. “Estamos falando com todos os departamentos administrativos e de crise que temos para ajudar e estamos trabalhando junto aos organismos de socorro. No momento podemos nos solidarizar. Desejamos o melhor. Creio que não temos cabeça no momento (para falar de jogo)”, comentou.

Delegação fez foto antes do embarque
Delegação fez foto antes do embarque