Sunday Riley Modern Skincare é punida pela Federal Trade Commission (FTC) por criar avaliações falsas

A empresa do Texas é acusada de ter violado o FTC Act para ludibriar os consumidores

0
844
De acordo com a FTC, por um período de quase dois anos, gerentes e funcionários da Sunday Riley Skincare escreviam revisões de produtos com a marca da companhia
De acordo com a FTC, por um período de quase dois anos, gerentes e funcionários da Sunday Riley Skincare escreviam revisões de produtos com a marca da companhia

A Sunday Riley Modern Skincare, empresa sediada em Houston que vende cremes para a pele e tratamentos na Sephora, cadeia global de lojas de beleza e cuidados pessoais, está sendo punida pela FTC por práticas enganosas. A companhia que também vende seus produtos através do website da Sephora, e permite aos consumidores postar revisões dos produtos. De acordo com a FTC, por um período de quase dois anos, gerentes e funcionários da Sunday Riley Skincare escreviam revisões de produtos com a marca da companhia, usando contas falsas criadas por eles para ocultar suas identidades.

A FTC diz que após a Sephora ter removido algumas revisões inventadas criadas pelos funcionários, os gerentes da Sunday Riley suspeitaram que isto se deu porque a Sephora reconheceu que elas estavam vindos de endereços de IP associados com Sunday Riley Skincare. Em vez de desativar este esquema, os gerentes da Sunday Riley teriam duplicado os logros, usando o que um gerente descreveu como “uma conta Express VPN [to] . . . para que pudéssemos ocultar nossos endereços e localizações de IP quando fizéssemos as revisões.”

Esse trabalho teria sido feito por um ou dois gerentes petulantes? Não. Segundo a FTC, as práticas ilegais vinham diretamente de cima. As denúncias citam um email no qual a presidente da companhia – a própria Sunday Riley – enviou aos funcionários, orientando-os para “criar três contas na Sephora.com, registradas como . . . diferentes identidades.” O email de Riley incluía instruções passo a passo para estabelecer pessoas falsas, usando um VPN para esconder suas identidades. Ela também os orientava para focar em certos produtos e deveriam frisar sempre que eram “5 estrelas.”

A ação alega que Riley tinha uma estratégia para lidar com revisões negativas, também. Ela dizia aos funcionários: “Se você encontrar revisão negativa – DESCURTA.” Por que? “Depois de muitos descurta, isto é removido. Isto diretamente se transforma em vendas!!”

A denúncia acusa Sunday Riley e sua companhia de ter violado o FTC Act ao representar que suas revisões falsas refletiam as opiniões de usuários comuns dos produtos. A FTC diz que eles também enganosamente falharam ao revelar que as revisões foram escritas por Riley ou seus empregados. Além disto, ao proibir a revelação do status de qualquer endossador ou revisor, a ordem proposta exige que eles claramente revelem qualquer conexão material inesperada entre a companhia e revisão de alguém sobre um produto. Assim que a ordem proposta aparecer no Registro Federal, a FTC aceitará os comentários públicos por trinta dias para garantir sua veracidade.