Suprema Corte autoriza decreto imigratório de Trump sobre muçulmanos

Execução da ordem imigratória será uma medida temporária enquanto o governo analisa os procedimentos de proibição

0
4651
Travel ban já gerou diversos protestos
Travel ban já gerou diversos protestos

O governo Donald Trump teve uma vitória na Suprema Corte na segunda-feira (26). A Corte vai permitir a execução de uma versão limitada da determinação. A ordem executiva revisada, lançada em março, impede a entrada nos EUA de pessoas de seis países de maioria muçulmana por 90 dias e suspende o programa de refugiados por 120 dias.

A medida, no entanto, faz uma ressalva importante: a proibição “pode não ser aplicada a cidadãos estrangeiros que provem ter um relacionamento de boa-fé com uma pessoa ou entidade dos EUA”.

Trump disse na semana passada que a proibição entraria em vigor 72 horas depois de receber a aprovação da Corte. A proposta tem sido alvo de diversos protestos contra o presidente, já que ativistas de direitos civis alegam que ela é motivada por discriminação contra os muçulmanos.

Para o republicano, a proibição se faz necessária para proteger o país enquanto a administração decide se vai endurecer os procedimentos de proibição e outras medidas necessárias.

A nova ordem deixa claro que portadores de green card podem entrar no país normalmente. As restrições para entrada nos EUA são para imigrantes do Irã, Líbia, Somália, Sudão, Síria e Iêmen. Os refugiados estão impedidos de entrarem nos EUA por 120 dias, inclusive os sírios. Portadores de vistos válidos também não serão incluídos na nova lei que vai se aplicar a novos solicitantes de vistos. (Com informações da Reuters).