Suspeito de causar acidente que matou jogador da NFL já havia sido deportado duas vezes

Acidente matou Edwin Jackson, de 26 anos, jogador do Indianapolis Colts e outro ocupante do carro

0
2531
Jackson (esq) morreu no acidente provocado por Manuel (dir)
Jackson (esq) morreu no acidente provocado por Manuel (dir)

A polícia informou que o suspeito de causar o acidente que matou duas pessoas, incluindo o jogador de futebol americano Edwin Jackson, de 26 anos, já havia sido deportado duas vezes e reentrou ilegalmente nos EUA. O acidente ocorreu na madrugada de domingo (4) em Indiana.

Segundo informações da polícia de Indiana, o jogador estava dentro de um Uber, quando se sentiu mal por volta das 4 da manhã. O motorista do Uber, Jeffrey Monroe, parou na Interstate 70, os dois saíram do carro e foram atropelados por Manuel Orrego Savala, de 37 anos. Natural da Guatemala, Manuel tentou fugir do local do acidente a pé e acabou sendo preso.

Manuel deu um nome falso quando foi preso e, mais tarde, sua real identidade foi descoberta pelos agentes. Ele já havia sido deportado em 2007 e 2009. O imigrante estaria sob efeito de álcool e dirigindo sem habilitação.

O time da NFL, Colts, divulgou uma nota de pesar pelo falecimento trágico do jogador. “Estamos com o coração partido pela morte de Edwin Jackson. Ele era querido por todos nós do Colts e admirado por sua personalidade extrovertida e espírito competitivo. Ele era um jogador muito respeitado por onde passava”. Outros jogadores homenagearam o jogador nas redes sociais.