Temporada de furacões 2020 se aproxima do fim. Flórida escapa sem grandes danos

A temporada de furacões mais ativa de todos os tempos termina oficialmente na próxima segunda-feira (30)

0
1090
Foto de satélite fornecida pela National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA) mostra a tempestade tropical Sally no Atlântico
Imagem de satélite mostra Sally, uma das tempestades mais memoráveis a atingir o estado em 2020 (foto: NHC)

O ano de 2020 está completamente atípico e com certeza já entrou para a história por muitos motivos. Um deles é a temporada de furacões mais ativa de todos os tempos no Atlântico que termina oficialmente na próxima segunda-feira (30).

A boa notícia é que, apesar das 30 tempestades nomeadas, a Flórida sai quase ilesa dos tradicionais estragos causados pelos furacões.

Mark Wool, meteorologista do National Weather Service disse que o estado teve sorte:

“Não tivemos nenhum grande furacão em todo o estado da Flórida nesta temporada. É apenas uma coincidência surpreendente, para ser franco, que por mais agitadas que as coisas estivessem, todos os furacões realmente grandes ficaram longe do estado da Flórida,”analisou Wool em entrevista à agência de notíocias WLRN News.

No total, a Flórida foi afetada por quatro tempestades, sendo que a última foi Eta atingiu o estado diretamente duas vezes.

Eta atravessou a costa oeste da Flórida em 13 de novembro, causando muitas inundações, alagamentos, obrigando o fechamento de aeroportos e causando a morte de um homem.

Antes de Eta, a tempestade Isaías ameaçou a região, mas sem causar maiores danos.

Sally, em setembro, foi talvez a mais memorável das tempestades deste ano na Flórida que atingiu o continente em 15 de setembro perto de Gulf Shores, Alabama, trazendo grandes tempestades para o oeste de Panhandle.

Entre outras coisas, Sally foi responsável por três mortes na Flórida, enquanto as perdas de safras, gado e aquicultura foram estimadas entre 55 e 100 milhões de dólares por economistas da Florida University.