Tiroteio em Sacramento, capital da California, deixa seis mortos e 12 feridos

Ataque aconteceu na madrugada de domingo em uma área central da cidade, que tem uma vida noturna agitada, com muitos bares e restaurantes

0
897
Policiais confirmaram que uma grande briga aconteceu momentos antes da confusão (foto: Reprodução)

Um tiroteio em uma área movimentada de Sacramento, capital da California, deixou seis pessoas mortas e feriu outras doze na madrugada de sábado para domingo. O ataque aconteceu na área central da cidade, que tem uma vida noturna agitada, com muitos bares e restaurantes.  A Polícia ainda está tentando entender o que aconteceu. De acordo com os investigadores, os agentes passavam pelo local por volta das 2 a.m. quando ouviram barulhos de tiros.  “Sabemos que uma grande briga ocorreu pouco antes dos disparos e confirmamos que foram vários atiradores”, disse a chefe da corporação, Kathy Lester, em entrevista coletiva concedida na tarde deste domingo.

Vídeos postados nas redes sociais mostram o início da confusão. Um grupo de indivíduos discutem e, em seguida, há barulhos de tiros. As pessoas correm para se proteger e um carro deixa o local em alta velocidade. “Tínhamos uma grande multidão no local. Não sabemos se era parte de um clube ou de um evento”, disse Lester.  Uma das vítimas fatais foi identificada nesta segunda-feira como  Sergio Harris, de 38 anos. A irmã de Sergio, Kay Harris, disse à agência Associated Press que ele havia ido ao bar passar algum tempo com os amigos.

O prefeito de Sacramento, Darrell Steinberg, classificou o evento de “uma tragédia sem sentido e inaceitável”. O presidente Joe Biden também se manifestou após o incidente e pediu ao Congresso mais ações para combater a violência armada no país. “Hoje, a América mais uma vez lamenta por outra comunidade devastada”, disse ele em comunicado no domingo. “Mas devemos fazer mais do que lamentar; devemos agir”, completou Biden. Em 2020 foram vendidas mais de 23 milhões de armas em todos os EUA e outras 20 milhões no ano passado, de acordo com os dados compilados pelo site Small Arms Analytics.

A polícia ainda não tem pista dos suspeitos e pede a ajuda da comunidade para chegar aos criminosos. A identidade dos outros mortos e o estado de saúde dos hospitalizados ainda não foram divulgados.