Três parques da Flórida estão entre os mais mortais do país, diz estudo

Levantamento indicou que mais de mil pessoas perderam a vida nos parques nacionais dos EUA nos últimos anos. Os motivos vão de quedas acidentais a ataques de animais selvagens

0
1528
Everglades National Park, Florida (foto: flickr)
Everglades National Park, Florida (foto: flickr)

A natureza exuberante dos parques nacionais dos EUA pode esconder perigos mortais.

De acordo com a empresa de consultoria em atividades ao ar livre Outforia, mais de mil pessoas perderam a vida nesses parques nos últimos anos por motivos que vão desde quedas acidentais a ataques de animais selvagens.

Mas quais parques oferecem mais perigos para os visitantes? A Outforia, entrou em contato com as administrações de 50 locais para descobrir onde os visitantes têm maior probabilidade de morrer e as causas mais comuns de morte. A Flórida registra três candidatos no ranking.

O título de parque mais perigoso do país pertence ao Grand Canyon National Park, no Arizona. Segundo o levantamento, 13 pessoas morreram afogadas no parque, 27 morreram por consequências de quedas, 14 devido às condições climáticas e 42 por mortes naturais.

Em seguida vem o Yosemite, na California, com 17 óbitos por afogamento e 45 por quedas.

O Everglades classificou-se em 23º com quatro registros de afogamento, seis acidentes de veículos como bicicletas ou barcos, e três mortes não determinadas dentro dos limites do parque. Anualmente, o Everglades recebe em média 1,18 milhão de visitantes.

Biscayne Park em Miami ficou em 28º na lista com oito mortes, a maioria relacionada a acidentes com meios de transporte, e o Dry Tortugas, nas Florida Keys, ficou em 31º, com seis mortes no total, três por afogamento.

A lista completa dos parques pode ser acessada aqui.