Três pessoas são acusadas de matar segurança por exigir uso de máscara em loja

Caso aconteceu no Michigan e envolve três pessoas da mesma família

0
949
Os três foram presos acusados de assassinar segurança (Foto Genessee County Police)

Pai, mãe e filho foram presos acusados de assassinar um segurança de uma loja Family Dollar no Michigan, por ter exigido que eles usassem máscara.

De acordo com informações da polícia, Calvin Munerlyn, de 43 anos, morreu no hospital depois de ser atingido por um tiro na cabeça na sexta-feira (1).

Ramonya Travon Bishop, de 23 anos, Larry Teague, de 44, e Sharmel Teague, de 45 anos, foram indiciados por assassinato em primeiro grau.

“Ao que tudo indica, o segurança estava simplesmente fazendo o seu trabalho, seguindo ordens do governador e solicitando que as pessoas usassem máscara”, disse o policial David Leyton.

Tudo começou quando o segurança pediu que a esposa de Larry colocasse uma cobertura no rosto. Câmeras de segurança do local mostram uma discussão acalorada entre o segurança e a família. Vinte minutos depois, eles voltaram ao local e o filho atingiu o segurança com um tiro na cabeça.

“Matar uma pessoa por causa de uma máscara não faz o menor sentido. Essa não é a forma de resolver as coisas, precisamos andar juntos”, disse uma prima do segurança à CNN.