Trinta e dois religiosos são presos por protestos a favor de imigrantes em San Diego (CA)

Protesto denominado “Love knows no borders” contou com a participação de mais de 300 pessoas entre pastores, padres e líderes religiosos

0
1674
Manifestantes e a polícia na praia de San Diego foto Rebecca Blackwell AP
Manifestantes e a polícia na praia de San Diego foto Rebecca Blackwell AP

Trinta e dois religiosos foram presos perto da fronteira entre o México e os EUA em uma praia em San Diego (CA), durante um protesto para dar apoio à caravana de imigrantes da América Central na segunda-feira (10). Cerca de 300 pessoas, entre lideres religiosos, pastore, padres e ativistas integraram o protesto intitulado “Love knows no borders” (o amor não conhece fronteiras, em tradução livre).

Os religiosos presos entraram em uma área restrita a agentes da Border Patrol e foram presos por esta razão. Eles cantaram e empunharam cartazes defendendo a causa imigratória.

Eles pediram que o governo retire as tropas da fronteira e respeite os direitos dos imigrantes buscando asilo político.

Este foi o segundo confronto entre civis e militares desde que a caravana chegou à fronteira no mês passado. A primeira foi mais violenta e os agentes lançaram gás lacrimogênio para conter os manifestantes.

“Acolher e abençoar crianças, mães e pais que procuram asilo em circunstâncias muito difíceis e desumanas é a coisa certa e humana a fazer”, disse o Bispo Minerva G. Carcano, da United Methodist Church. “Como agimos nesses momentos determina quem nos tornaremos como nação”.