Trump pagou apenas $1,5 mil de imposto de renda nos últimos 15 anos, revela NYT

Declaração de renda do presidente obtida pelo jornal The New York Times mostra que ele não pagou IR em 10 dos últimos 15 anos e acumula dívidas no valor de $427 milhões

0
1544
Donald Trump pagou $750 em IR em 2016 e $750 em 2017, reportou o Times (foto: Wikimedia/Commons)
Donald Trump pagou $750 em IR em 2016 e $750 em 2017, reportou o Times (foto: Wikimedia/Commons)

Um relatório exclusivo obtido pelo jornal The New York Times Times com as informações fiscais de Donald Trump ao longo de mais de duas décadas, revelou que o presidente não pagou impostos federais em 10 dos últimos 15 anos.

Segundo o Times, Trump pagou $750 em impostos em 2016, ano em que foi eleito à presidência dos Estados Unidos, e o mesmo valor durante seu primeiro ano de mandato.

“Ele não pagou nenhum imposto de renda em 10 dos 15 anos anteriores – principalmente porque relatou ter perdido muito mais dinheiro do que ganhava”, diz a reportagem.

Trump é o único presidente da história dos EUA recente que não tornou públicas suas informações fiscais. Segundo o relatório, ele atravessa uma situação financeira complicada e enfrenta o vencimento de milhões de dólares em dívidas.  

Mesmo sem ter pagado os impostos, o conteúdo obtido pelo jornal revela que Trump reivindicou e recebeu do Internal Revenue Service (IRS) uma restituição no valor de $ 72,9 milhões, após declarar enormes perdas.

Além disso, nos próximos quatro anos vencerão mais de 300 milhões de dólares em empréstimos, pelos quais o próprio Trump é pessoalmente responsável.

As declarações de impostos de Trump, zelosamente protegidas pelo presidente, eram um dos documentos mais cobiçados pelo jornalismo norte-americano, assim como por procuradores e políticos democratas, ao menos desde que o empresário chegou à Casa Branca há quase quatro anos

Alan Garten, advogado da Trump Organization, o conglomerado empresarial do nova-iorquino, disse ao jornal que “a maioria, senão todos os fatos parecem imprecisos” e afirmou em um comunicado: “Durante a década passada, o presidente Trump pagou dezenas de milhões de dólares em impostos pessoais desde que anunciou sua candidatura em 2015”. Mesmo assim, o Times lembra que o assessor mistura impostos de renda com outros impostos federais e faz uso indevido do conceito de crédito fiscal.

Negócios

Trump, um empresário do ramo imobiliário de Manhattan, sempre se gabou de ser, por um lado, muito bom nos negócios e, por outro, de ser suficientemente hábil para pagar poucos impostos. Mas ao mesmo tempo tentou esconder todas essas informações, que tradicionalmente os candidatos presidenciais tornam públicas.

Seu clube de golfe Mar-a-Lago em Palm Beach, Flórida, um dos negócios mais lucrativos de Trump, conhecido como Casa Branca do Sul, é uma fonte comum de reclamações de conflito de interesses. A renda de Mar-a-Lago cresceu consideravelmente desde que Trump anunciou sua corrida presidencial. O clube viu uma enxurrada de novos sócios desde 2015, o que lhe permitiu embolsar mais cinco milhões por ano, de acordo com o Times. Em 2017, Trump dobrou o valor que os novos sócios devem pagar pertencem ao clube.

Os documentos mostram também, segundo o Times, como ocorreram os maiores desembolsos feitos por diferentes empresas para a realização de eventos e congressos em Mar-a-Lago desde a presidência de Trump. O mesmo vale para outras propriedades de Trump, como seu clube de golfe em Doral (Miami), que arrecadou pelo menos 7 milhões do Bank of America entre 2015 e 2016, ou 406.599 dólares da Câmara de Comércio dos Estados Unidos em 2018.