Local

Tubarões-brancos voltam a migrar para a costa da Flórida, dizem pesquisadores

Presença dos predadores, segundo os estudiosos, é normal para essa época do ano

Migração e comum nesta época do ano (foto: Flickr)

Pesquisadores da fundação Ocearch, de estudos da vida marinha, têm observado maior incidência de tubarões-brancos nos mares da Flórida ultimamente. A presença dos predadores, segundo os estudiosos, é normal para essa época do ano. Após passarem o verão nas águas frias do extremo Norte do país, eles começam a migrar para as regiões mais quentes, onde permanecem durante boa parte do outono e do inverno. Por meio de uma etiqueta eletrônica acoplada na barbatana, os biólogos monitoram as populações desses animais ao longo da costa dos Estados Unidos, e conseguem mapear a sua rota.

Neil Hammerschlag, diretora da Ocearch, disse ao jornal Sun Sentinel que uma fêmea de 11 pés de comprimento chamada Edith foi vista passeando pela Flórida Keys recentemente. Freya, outro tubarão-femea adulto, foi localizada semana passada em Hobe Sound, no condado de Palm Beach. Ambas visitaram o estado neste mesmo período de 2021. “Ninguém sabe para onde irão seguir, mas experiências anteriores indicam que elas devem ficar por aqui mais alguns meses”, previu Hammerschlag.


Em setembro, um estudo da Ocearch sobre os padrões de migração de 48 tubarões-brancos descobriu que eles viajam para os mesmos locais, todos os anos, em diferentes estações. Long Island parece ser um berçário de verão para os filhotes. As Carolinas são um berçário de inverno. A Flórida é onde adultos passam maior parte do inverno. Ainda há dúvidas, porém, sobre onde os tubarões acasalam – ,”possivelmente nas Carolinas, mas mais pesquisas são necessárias”, analisou Hammerschlag. Como a Flórida não oferece aos visitantes sua refeição favorita, as focas, por aqui, esses gigantes se alimentam de peixes e outros tubarões menores.

Baixe nosso aplicativo