Um morto e dois feridos em invasão de casa em Pompano Beach

0
1019

Matadores atacaram as vítimas, enquanto elas dormiam, no domingo de manhã

Três homens mascarados entraram numa casa localizada numa rua calma de Pompano Beach, no domingo pela manhã, e abriram fogo, matando um homem e ferindo outros dois, um a tiros e outro a coronhadas, revelaram as autoridades.

Enquanto os residentes dormiam, os pistoleiros entraram através de uma porta destrancada às 2:30 da madrugada e começaram a atirar, disse Liz Calzadilla-Fiallo, porta-voz do escritório do xerife de Broward.

Victor Belman, 25 anos, morreu no local. Seu irmão mais novo, Carlos Belman, 22, e um amigo que mora com eles, Juan Gabriel Gallardos, 29, foram levados para o North Broward Medical Center e não correm riscos de vida . Os investigadores não sabem qual foi o motivo do crime, mas Liz comentou: “Não acreditamos que tenha sido um crime aleatório. Tudo indica que foi um ato de violência premeditado”.

Um laboratório móvel ficou estacionado em frente ao duplex branco no bloco 100 da NE 35th Street na manhã de domingo, enquanto os investigadores colhiam impressões digitais em uma caminhonete Chevrolet prata, estacionada perto do local.

As vítimas eram do México, e a casa tem a decoração da Santa Ceia e imagens da Virgem Maria, disse o detetive de homicídios Frank Ilarraza. Outro residente “sortudo” não estava em casa no momento do tiroteio. Uma das vítimas correu para uma casa vizinha gritando por ajuda e chamando o 911, contou Ilarraza.

Lorena Megill disse não ter ouvido nenhum tiro ou confusão no domingo de manhã. Ela vive perto da casa, a dois blocos do North Broward Medical Center por três anos. Megill revelou ter visto o grupo de homens reunidos em frente ao jardim nos finais de semana bebendo cerveja e ouvindo salsa. “Eles não incomodavam ninguém”, ela disse. “Eram amigáveis. Sempre diziam ‘olá’. Eram sujeitos que iam para o trabalho todos os dias.”

Patricia Noel, que vive em frente, comentou que uma caminhonete branca pegava os homens diariamente às 7 da.manhã e os trazia de volta entre 4 e 5 da tarde. Ela descobriu que eles trabalhavam em construção, porque vestiam camisetas brancas, calças e botas de trabalhadores, acrescentou. Patricia disse que os homens se mudaram para lá há cerca de três anos.

Os criminosos devem ter fugido numa caminhonete escura com capota preta e listas verdes dos dois lados do veículos, disse Liz Calzadilla-Fiallo. Quem tiver qualquer informação sobre o caso deve contatar o Broward Crime Stoppers pelo telefone 954-493-8477.