União Europeia volta a restringir entrada de viajantes dos EUA

Medida é uma resposta às altas taxas de infecções e internações por covid-19 registradas no país americano nas últimas duas semanas

0
1114
Conselho Europeu disse que a medida será revisada periodicamente (foto: Flickr)

A União Europeia emitiu uma recomendação nesta segunda-feira (30), para que os 27 países do bloco restabeleçam restrições para a entrada de pessoas vindas dos EUA em seus territórios.

A decisão foi motivada pela estatística de 588 novos casos de covid-19 detectados para cada grupo de 100 mil habitantes do país americano nas duas últimas semanas de agosto. 

Número que está muito acima da ‘faixa de segurança’ instituída pelo Conselho Europeu, que é de 75 para cada 100 mil.

Com isso, os americanos que não tiverem completado o ciclo da vacinação terão que cumprir quarentena no país de destino e apresentar teste negativo para a covid-19 realizado em menos de 48 horas. 

Para os que estiverem 100% vacinados, basta apresentar o comprovante da vacina.

A União Europeia destacou que a medida será revisada periodicamente à medida que os casos de covid-19 diminuem e as taxas de vacinação aumentam em todo o mundo.

Os EUA foram adicionados pela Europa à ‘lista segura’ de países em 16 de junho passado. Israel, Kosovo, Líbano, Montenegro e Macedônia também foram removidos da lista.

Até o momento, pouco mais de 52% dos americanos tomaram as duas doses da vacina.