Universidade em NY fecha campus após surto de covid-19; maioria são casos da variante ômicron

Mais de 900 alunos, muitos completamente vacinados, foram infectados na última semana

0
1237
Cornell University em NY (foto: Flickr)
Cornell University em NY (foto: Flickr)

A Cornell University está fechando temporariamente seu campus em Ithaca, NY, após 903 estudantes testarem positivo para a covid-19 entre os dias 6 e 13 de dezembro. Segundo informou a instituição, uma “porcentagem muito alta” são casos da variantes ômicron do coronavírus em alunos totalmente vacinados.  Alguns deles, inclusive, já teriam recebido a dose de reforço da vacina. Os números da contaminação foram publicados no site da universidade, que sinalizou a situação com um alerta vermelho devido à rápida disseminação do vírus. 

Em uma carta direcionada aos alunos e funcionários, a presidente da Cornell University, Martha Pollack, disse: “Embora ainda haja muito que não se sabe sobre a variante ômicron, ela parece ser significativamente mais transmissível do que a delta. Há alguma evidência (embora longe de ser certa) de que geralmente provoca sintomas mais leves, particularmente entre indivíduos vacinados. No entanto, quando você tem alta transmissibilidade, você terá um número muito alto de casos e, portanto, mesmo com taxas mais baixas de doenças graves, os surtos devem ser levados a sério.”

Com a suspensão das aulas presenciais, os exames finais do semestre serão realizados online e todas as atividades do campus serão canceladas. As bibliotecas também estão fechadas até segunda ordem.