Vice-presidente do Brasil visita imigrantes em Massachusetts na próxima semana

General Hamilton Mourão participa de evento organizado por estudantes brasileiros em Harvard e se reúne com imigrantes no sábado (6)

0
1899
Vice-presidente general Mourão visita os EUA
Vice-presidente general Mourão visita os EUA

O vice-presidente do Brasil, general Hamilton Mourão, vai se reunir em Boston (MA) com representantes da comunidade de imigrantes brasileiros, na semana que vem. A reunião foi pedida por brasileiros que vivem no estado de Massachusetts, que concentra um grande número de imigrantes.

O vice-presidente vai para Boston na sexta-feira (5) para participar da Brazil Conference, evento organizado por estudantes brasileiros da universidade Harvard e do MIT (Massachusetts Institute of Technology). Mourão se reúne com os imigrantes brasileiros no sábado, dia 6 de abril. No mesmo dia, ele terá encontros com o filósofo Roberto Mangabeira Unger, professor de Harvard que assessorou o candidato Ciro Gomes (PDT) na campanha presidencial.

O vice também terá reunião com Jorge Paulo Lemann, segundo homem mais rico do Brasil, segundo a revista Forbes. Lemann, que também participa da conferência, é ex-aluno de Harvard e criou um fundo na universidade para estudos relacionados ao Brasil. Mourão fará a palestra de encerramento da conferência, no domingo (7).

De lá, o vice-presidente segue para a capital americana, Washington, onde participará de eventos em centros de pesquisas.

Bolsonaro sobre imigrantes

Na semana passada, durante visita do presidente Jair Bolsonaro a Washington, tanto Bolsonaro quanto seu filho Eduardo criticaram brasileiros que são imigrantes ilegais nos Estados Unidos.

Em entrevista à Fox News, o presidente brasileiro disse que “a grande maioria dos imigrantes em potencial não tem boas intenções nem quer fazer o bem ao povo americano”.

Depois, ao ser questionado por jornalistas sobre o que quis dizer com a mensagem, Bolsonaro afirmou que cometeu “um equívoco”. “Foi um equívoco meu. Boa parte tem boas intenções, a menor parte, não. Peço desculpas aí”, disse.

Já Eduardo afirmou que os brasileiros que vivem ilegalmente no exterior são uma preocupação do governo porque são uma “vergonha” para o país.

“O brasileiro que vem para cá [EUA] de maneira regular é bem-vindo. Brasileiro ilegalmente fora do país é problema do Brasil, é vergonha nossa”, declarou.

Eduardo também voltou atrás em sua declaração posteriormente. “A declaração foi para dizer que o Brasil tem responsabilidade com seus nacionais e não vai ficar permitindo a entrada de brasileiro em qualquer lugar que não seja da maneira legal”, disse. (Com informações da Folha de S. Paulo)