Vítimas de chacina em Campinas (SP) são enterradas sob grande comoção

Na noite de Ano Novo, homem entrou em festa e matou 12 pessoas, entre elas, seu filho e sua ex-mulher

0
6260
Vítimas da chacina de Campinas (SP)
Vítimas da chacina de Campinas (SP)

DA REDAÇÃO COM G1 – As vítimas da chacina que chocou o Brasil na noite de Réveillon foram enterradas na manhã desta segunda-feira (2) sob forte comoção, em Campinas (SP).

O crime aconteceu enquanto uma família festejava a passagem de ano. O ex-marido de uma das vítimas invadiu o local armado, atirou nos parentes dela, matou a mulher, o filho de 8 anos, e cometeu suicídio em seguida.

Alguns caixões foram abertos para o último adeus dos familiares e amigos. Houve salvas de palmas e muita comoção. Os corredores do cemitério ficaram tomados de pessoas perto das sepulturas e muitos jornalistas.

As 12 vítimas estavam comemorando a virada do ano em uma casa em Campinas quando Sidnei Ramis de Araujo, de 46 anos, invadiu o local atirando. Os disparos atingiram 15 pessoas, sendo que 11 morreram na hora, uma morreu a caminho do hospital e três ficaram feridas e estão fora de perigo.

Dois adolescentes e uma mulher com uma bebê de colo conseguiram escapar dos disparos.

O motivo da chacina tem relação com uma briga entre ele e a ex-mulher, Isamara Filier, de 41 anos, pela guarda do filho de 8 anos. Sidnei foi armado com dois carregadores e também tinha 10 artefatos – supostos explosivos – presos ao corpo. Após atirar na ex-mulher e no filho, Sidnei se matou. O corpo de Sidnei foi sepultado em Jaguariúna, também na manhã desta segunda.

Veja quem são as vítimas

– Isamara Filier

Ex-mulher de Sidnei. Tinha 41 anos e estava em processo de separação, de acordo com informações da Polícia Militar e de processos judiciais na Vara da Família. Estava disputando com Sidnei a guarda do filho de 8 anos, João Victor Filier de Araujo, na Justiça. Ela morreu no local.

– João Victor Filier de Araujo

Filho de Isamara e Sidnei. Tinha 8 anos e estava na festa de confraternização com a mãe e familiares. Foi o último a ser atingido antes do pai se suicidar, e morreu no local.

– Rafael Filier

Rafael tinha 33 anos e era irmão de Isamara. Ele foi atingido na festa e morreu no local.

– Liliane Ferreira Donato

Liliane tinha 44 anos, era casada e morreu no local. O marido dela está entre os feridos hospitalizados em Campinas. Foi na casa dela que a tragédia aconteceu. Isamara e Rafael eram primos dela e das irmãs [abaixo].

– Alessandra Ferreira de Freitas

Alessandra era irmã de Liliane. Tinha 40 anos e morreu no local.

– Antonia Dalva Ferreira de Freitas

Antonia Dalva, de 62 anos, era mãe de Liliane e de Alessandra. Também foi atingida e morreu no local.

– Abadia das Graças Ferreira

Abadia, de 56 anos, era irmã de Antonia Dalva. Foi atingida e morreu no local.

– Paulo de Almeida

Paulo tinha 61 anos e era marido de Abadia. Foi atingido no momento dos disparos e morreu no local.

– Ana Luzia Ferreira

Ana era irmã de Antônia Dalva e Abadia. Tinha 52 anos e morreu no local.

– Larissa Ferreira de Almeida

Larissa tinha 24 anos. Era filha de Ana. Foi atingida pelos disparos e morreu no local.

– Luzia Maia Ferreira

Luzia, de 85 anos, era mãe de Antonia Dalva, Abadia e Ana, e avó de Isamara, Rafael, Liliane, Alessandra, Larissa e Carolina [abaixo]. Chegou a ser socorrida para o Hospital de Clínicas da Unicamp, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Ela tem um filho, de 58 anos, que está entre os feridos hospitalizados em Campinas.

– Carolina de Oliveira Batista

Carolina tinha 26 anos era solteira e morreu no local. O pai dela está entre os três feridos que estão hospitalizados em Campinas. Ela deixa uma bebê. Também era neta de Luzia.

– Sidnei Ramis de Araujo

Sidnei, de 46 anos, foi o autor do crime. Ele é ex-marido de Isamara e pai de João Victor. Trabalhava como técnico em laboratório na área de ciência e tecnologia.

Vítimas foram enterradas na manhã de segunda-feira FOTO: Murilo Gomes G1
Vítimas foram enterradas na manhã de segunda-feira FOTO: Murilo Gomes G1