Viver no paraíso é muito caro

Moradores pagam impostos mais altos por morar no sul da Flórida

0
1197
Vazamento de esgotos em áreas residenciais nobres mostram a necessidade de aumento de impostos para cuidar das áreas deterioradas (Foto: Divulgação – Broward County)
Vazamento de esgotos em áreas residenciais nobres mostram a necessidade de aumento de impostos para cuidar das áreas deterioradas (Foto: Divulgação – Broward County)

Os moradores dos condados de Miami-Dade. Broward e Palm Beach sempre suspeitaram que pagavam mais impostos locais do que os residentes de outros condados. Segundo o relatório da Florida TaxWatch de 2019, os que moram no Sul da Flórida pagam mais sobre a propriedade, a cidade e o distrito escolar, assim como permissões e tarifas cobradas pela cidade.

Os que vivem no sul da Flórida também gastam mais em segurança pública, apoio às cidades e condados em termos de cultura e recreação e transporte, revelou Dominic Calabro, CEO da TaxWatch, entidade que realiza uma pesquisa anual sobre impostos. “Isto serve para dar uma melhor compreensão de seu governo a fim de responsabilizar seus líderes governamentais”, comentou.

O sul da Flórida é a região mais povoada do estado, o que justifica o aumento dos impostos. O condado de Miami-Dade possui 2.78 milhões de habitantes, seguido por Broward, com 1.9 milhão, e por Palm Beach, com 1.4 milhão.

“Os impostos mais elevados têm como objetivo proporcionar o nível de serviços em uma área metropolitano importante com mais de 6 milhões de residentes”, comentou Sean Snaith, economista da Universidade da Florida Central (UCF). Portanto, os residentes não têm nada para se queixar quando se trata de impostos: “Todas essas pessoas precisam ser protegidas e educadas e ter seus lixos coletados. Ao mesmo tempo, o governo local não pode cobrar impostos muito elevados porque muitos residentes já lutam com o alto custo de vida do sul da Flórida”, reconheceu o economista.

Bob Swindell, presidente da Greater Fort Lauderdale Alliance, agência de desenvolvimento econômico, assinalou que Broward tem o imposto de propriedade per capita mais alto do estado. “Fico Feliz ao sermos o número 1 no estado por coisas como nosso centro de artes cênicas e nossas escolas. Mas não me agrada o fato de sermos o número 1 em impostos locais”, ironizou Swindell.

Mesmo assim, disse que os funcionários locais precisam equilibrar os custos com a preservação da qualidade de vida. Afirmou que esta não é uma boa situação em Broward, “quando se tem encanamentos de esgoto explodindo em locais com casas de um milhão de dólares”. Se perguntarem a estes moradores se estariam dispostos a pagar mais, certamente eles responderão que sim.