Aberta temporada da Florida Grand Opera

0
2949

À medida que as temperaturas começam a baixar no país, os americanos dos estados do norte e os canadenses começam a voltar à Flórida, que, por sua vez, já não tem mais aquele calor absurdo que prevalece nos meses de verão e no início do outono. Para quem não sabe, é agora que começa a forte temporada floridiana, e não nos meses mais quentes – até porque também é verão nos demais estados e as pessoas curtem sol e praia perto de casa mesmo.

Em função disto, é neste período que os produtores de espetáculo investem mais forte. E com a Florida Grand Opera não é diferente. Inaugurada oficialmente em novembro deste ano, a temporada operística 2017/2018 estende-se até o início de maio de 2018. Os espetáculos são exibidos em dois locais privilegiados: Adrienne Arsht Center for the Performing Arts em Miami e Broward Center for the Performing Arts em Fort Lauderdale. Paralelamente, outras salas de espetáculos também abrem suas portas para shows menores, mas, não menos interessantes.

Lucia di Lammermoor de Gaetano Donizetti fica em cartaz na semana de 11 a 18 de novembro no Adrienne Arsht Center for the Performing Arts, com cinco apresentações em Miami. Em Fort Lauderdale, haverá duas apresentações no Broward Center for the Performing Arts – em 30 de novembro e em 2 de dezembro. Lucia di Lammermoor, vivida pelas sopranos Anna Christy (em 11, 14, 18 e 30 de novembro) e Haeran Hong (em 12 e 17 de novembro e 2 de dezembro), conta a história de uma garota escocesa que é forçada a se casar contra sua vontade e mata o noivo na noite de núpcias. Neste clima assustador e fantasmagórico, os cantores/atores dão um show para os apreciadores de ópera.

Entre 27 de janeiro e 3 de fevereiro, estão programadas cinco apresentações de Salomé, de Richard Strauss no  Adrienne Arsht Center for the Performing Arts e outras duas no Broward Center for the Performing Arts em Fort Lauderdale – nos dias 8 e 10 de fevereiro. A soprano Melody Moore interpreta Salomé, baseada na figura bíblica, nos dias 27 e 30 de janeiro, 3 e 8 de fevereiro, enquanto Kirsten Chambers estrelará a ópera em 28 de janeiro, 2 e 10 de fevereiro. Com um toque acentuado que mistura erotismo com religião, esta ópera foi banida dos teatros de Viena e de Londres em seu lançamento. Como vemos, intransigência com obras de arte é algo recorrente na História.

A obra de Orfeu e Eurídice de Christoph Willibald Gluck foi a escolhida pela produção da Florida Grand Opera para ser montada no teatro de Miami na semana de 17 a 24 de março, sempre com cinco apresentações, e em Fort Lauderdale nos dias 29 e 31 de março. Esta obra magistral de Gluck, consagrada pela famosa aria “Che farò senza Euridice”, conta a saga de um homem para provar sua devoção à sua esposa. No elenco, estão os contratenores Anthony Roth Constanzo (no papel principal nos dias 17, 20, 24, 29 e 31), John Holiday (no papel principal nos dias 18 e 23) e Eglise Gutiérrez.

Florencia en el Amazonas, ópera composta por Dainel Catán, é baseada no clássico “Cem Anos de Solídão” do autor colombiano Gabriel García Márquez. A temática aborda a jornada emocionalmente tensa de uma soprano pelo Amazonas realçando o realismo mágico criado pelo escritor. É considerada uma das mais líricas e melodiosa óperas criadas nos últimos trinta anos. Serão cinco apresentações somente no Adrienne Arsht Center for the Performing Arts, em Miami, com a soprano Ana María Martinez no elenco nos dias 28 de abril e 1, 4 e 5 de maio, e Sandra López estrelando o espetáculo no dia 29 de abril.

Se você é apreciador de óperas ou se encanta com espetáculos bem produzidos, não pode perder as produções da Florida Grand Opera – isto vale para quem vive aqui ou esteja aqui a passeio. Quem quiser adquirir ingressos, pode ligar para o telefone 1-800-741-1010 ou acessar o site www.fgo.org.