Adeus a David Stern, Mr. NBA

0
1519
David Stern, ex-presidente da NBA, faleceu no primeiro dia do ano de 2020 (Foto: Commons Wikimedia)
David Stern, ex-presidente da NBA, faleceu no primeiro dia do ano de 2020 (Foto: Commons Wikimedia)

O primeiro dia do ano de 2020 foi marcado pela morte de David Stern, vítima de hemorragia cerebral. Muitos fãs de basquete podem nem saber quem era este advogado judeu baixinho, filho de um dono de lanchonete em New York, sua cidade. Pois saibam que ele é o grande responsável pelo alto nível da NBA (National Basketball League) e pelo seu reconhecimento mundial como a principal liga de basquete do mundo.

No ano de 1966 a NBA se via às voltas com um grande problema. Oscar Robertson, um dos craques da liga, entrou na Justiça contra a entidade para que se tornasse agente-livre. Contra a parede, a NBA contratou um escritório famoso de advocacia para defendê-la, o Proskauer, Rose, Goetz & Mendelsohn, e quem foi dar as notícias para os manda-chuvas de Manhattan foi um garoto de 24 anos recém-formado em direito pela Columbia University: David Stern. Em vez de acionar Robertson, Stern concordou em ceder e instituiu o agente-livre como um importante elemento nas negociações com os jogadores.

Depois de trabalhar por mais 12 anos no escritório de advocacia, ele foi contratado como vice-presidente da NBA na gestão de Larry O’Brien. Ao assumir a presidência da NBA, em 1984, ficou à frente da liga por 30 anos, quando renunciou e indicou seu sucessor: Adam Silver.

Durante seu mandato, a liga se transformou em uma das mais importantes do mundo esportivo. Para começar, ele fundiu as duas ligas: NBA e ABA (American Basketball Association) e ficou apenas com uma. Em seguida, instituiu regras rígidas para os jogadores a fim de apagar a imagem (verdadeira) de ser uma liga de viciados em drogas, bêbados e arruaceiros. Assim foi feito. Com mão de ferro, foi moldando a NBA à sua feição e tornando-a palatável. Ele lembrou de uma época em que os maiores jogos da pós-temporada eram transmitidos com atraso de fita, depois do noticiário noturno, e quando a NBA era, segundo ele, “descartada como negra demais, infestada de drogas”. Stern estava ganhando um salário anual de $9 milhões pouco antes de se aposentar depois de transformar essa liga pouco relevante em uma enorme potência global definida por megastars com apelo cruzado.

Em sua gestão, começou também o processo de internacionalização da NBA, com a ida dos seus astros aos Jogos Olímpicos de Verão a fim de difundir a marca mundialmente. Assim o Dream Team foi colecionando medalhas de ouro e ele celebrando a chegada de jogadores dos mais diversos países, tornando a NBA a mais cobiçada liga de basquete do planeta, com presença em mais de 200 países e transmitida por mais de 80 idiomas. Enfim, ele partiu desse mundo com a sensação de dever cumprido.

RIP Mr. David Stern.

Miami Dolphins surpreende New England Patriots em Foxboro

Todos anos repete-se o mesmo script. O todo poderoso New England Patriots sempre surrou o Miami Dolphins em sua casa, no Gillette Stadium em Foxboro, Massachusetts, durante 15 anos seguidos. As raras vitórias da equipe do Sul da Flórida ocorreram quando o time do técnico Bill Belichick e do quarterback Tom Brady já estavam classificados antecipadamente para os playoffs.

No domingo, 29 de dezembro, o Miami Dolphins foi à Nova Inglaterra enfrentar seu algoz que precisava apenas bater novamente na equipe de Miami para obter o bye nos playoffs da temporada 2019/2020. Entretanto, desta vez, o roteiro teve uma sensível alteração. Ao final do jogo, o placar apontava 27 a 24 para o Miami Dolphins, deixando incrédula a torcida que lotou o Gillette Stadium.

Com esse resultado, o New England Patriots ficou com o saldo de 12 vitórias e 4 derrotas, igual ao Kansas City Chiefs. Entretanto, a equipe do Missouri ficou com o bye por ter batido o próprio Patriots em Foxboro por 23 a 16.

Dessa forma, o time de Brady ficou com a vaga de wild card e terá de bater o Tennessee Titans em seu estádio para continuar sonhando com o título do Super Bowl, ironicamente programado para ocorrer em fevereiro em Miami.

Orlando City SC contrata zagueiro Antônio Carlos do Palmeiras

Zagueiro Antônio Carlos trocou o Palmeiras pelo Orlando City SC para disputar a temporada 2020 da MLS
Zagueiro Antônio Carlos trocou o Palmeiras pelo Orlando City SC para disputar a temporada 2020 da MLS

Orlando City SC assinou com o zagueiro Antônio Carlos Cunha Capocasali Júnior, mais conhecido como Antônio Carlos, para a temporada 2020 da Major League Soccer (MLS). Depois de passar três anos na Série A do Brasil, ele se junta aos Lions através do empréstimo de um ano com opção de compra ao final da campanha 2020.

O zagueiro de 26 anos estava no Palmeiras e desde julho de 2017 e participou ativamente da campanha do Palmeiras em 2018, quando o clube conquistou o Brasileirão. Revelado pelo Corinthians, ele também atuou pelo Avaí, Flamengo e Ponte Preta.

Ele atuará ao lado do volante Junior Urso, que deixou o Corinthians para atuar como meio campista do Orlando City SC – que anunciou em seu balanço o faturamento de R$ 2.2 bilhões – mesmo sem ter sequer chegado a uma final de campeonato na MLS!

Seleção Olímpica prepara-se para o Pré-Olímpico

Seleção Brasileira Pré Olímpica tem a dura missão de garantir vaga para Olimpíada de Tóquio no Pré-Olímpico disputado na Colômbia (Foto: Fernando Torres/CBF)
Seleção Brasileira Pré Olímpica tem a dura missão de garantir vaga para Olimpíada de Tóquio no Pré-Olímpico disputado na Colômbia (Foto: Fernando Torres/CBF)

A Seleção Olímpica desembarcou na Granja Comary na sexta-feira (3) para a etapa final de preparação para o Torneio Pré-Olímpico, que começa no dia 18 de janeiro e vai até o dia 9 de fevereiro, na Colômbia. O grupo convocado pelo técnico André Jardine chegou ao CT da Seleção Brasileira, em Teresópolis, na região serrana do Rio de Janeiro, às 12h. Após o almoço, os atletas passaram por uma bateria de avaliações médicas e foram a campo para o primeiro contato com o gramado.

O time brasileiro ficará 14 dias na Granja Comary antes do embarque para a Colômbia. Durante este período, a equipe fará dois jogos preparatórios contra as equipes profissionais de Boavista e Portuguesa, nos dias 12 e 15, respectivamente. Os confrontos serão realizados no campo principal do CT e serão abertos para a imprensa.

A Seleção Brasileira embarca para a disputa do Torneio Pré-Olímpico no dia 16 de janeiro. A estreia será no dia 19 contra o Peru. O Brasil está no Grupo B do torneio com Bolívia, Uruguai, Paraguai, além de Peru, adversário da estreia. Os dois primeiros colocados de cada grupo vão avançar para o quadrangular final, que começa no dia 3 de fevereiro. Os dois melhores da fase final estarão classificados para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Os responsáveis por levar a Seleção Brasileira aos Jogos Olímpicos de Verão em Tóquio são:

Goleiros

  • Cleiton–Atlético Mineiro
  • Ivan–Ponte Preta
  • Phelipe–Grêmio

Laterais direito

  • Dodô–Shaktar Donestk
  • Guga–Atlético Mineiro

Laterais esquerdo

  • Ayrton Lucas–Spartak Moscou
  • Caio Henrique–Fluminense

Zagueiros

  • Nino–Fluminense
  • Ibañez–Atalanta
  • Robson Bambu–Athletico Paranaense
  • Walce–São Paulo

Meio campistas

  • Bruno Guimarães–Athletico Paranaense
  • Douglas Augusto–PAOK
  • Igor Gomes–São Paulo
  • Matheus Henrique–Grêmio
  • Reinier–Flamengo

Atacantes:

  • Antony–São Paulo
  • Bruno Tabata–Portimonense
  • Pepê–Grêmio
  • Matheus Cunha–RB Leipzig
  • Paulinho–Bayer Leverkusen
  • Pedrinho–Corinthians
  • Yuri Alberto – Santos