Arquiteto brasileiro é premiado na Europa por sua trajetória

No começo de maio, os responsáveis da Bienal já anunciaram que Rocha receberia o prêmio, embora tenha sido entregue apenas agora

0
1874
O arquiteto Paulo Mendes da Rocha
O arquiteto Paulo Mendes da Rocha

O arquiteto brasileiro Paulo Mendes da Rocha foi agraciado no sábado (28) com o Leão de Ouro por sua trajetória profissional. A premiação a Rocha aconteceu na 15a Bienal de Arquitetura de Veneza, um dos mais importantes eventos de arquitetura do mundo, informa a agencia de noticias EFE.

A decisão foi tomada pelo Conselho de Administração da Bienal de Veneza, presidido por Paolo Baratta, e a proposta foi do diretor desta Bienal 2016, o chileno Alejandro Aravena, Prêmio Pritzker (considerado como o Nobel da arquitetura).

No começo de maio, os responsáveis da Bienal já anunciaram que Rocha receberia o prêmio, embora tenha sido entregue apenas agora.

Entre as motivações para apontar Rocha com este reconhecimento está “a extraordinária qualidade de sua arquitetura” que “resiste à passagem do tempo, tanto do ponto de vista estilístico como físico”.

O Conselho de Administração da Bienal descreve o arquiteto brasileiro como “inconformista e ao mesmo tempo apaixonado realista” e destaca que seus campos de interesse vão “além da arquitetura até o âmbito político, social, geográfico, histórico e técnico”.

Entre seus prêmios anteriores, no Brasil foi premiado em duas ocasiões com Ordem do Mérito Cultural em 2004 e em 2013. Além disso, recebeu duas vezes o Troféu APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte), em 2012 e 2015. Rocha é o autor de importantes marcos na cidade de São Paulo – entre eles o Museu Brasileiro da Escultura (Mube).