Boca Bash custou mais de $46 mil aos cofres públicos este ano

Encontro informal de barcos realizado em abril no Boca Lake teve 12 pessoas presas e deslocou autoridades de diversos departamentos de segurança

0
1272
Centenas de barcos se aglomeraram no mar de Boca Raton, FL (foto: Boca Raton Tribune)
Festividade havia sido suspensa em 2020 devido à pandemia de covid-19 (foto: Boca Raton Tribune)

Um dos eventos mais populares entre os brasileiros que vivem no Sul da Flórida, o Boca Bash reúne todos os anos centenas de pessoas, que se divertem em barcos no Boca Lake, em Boca Raton.

Este ano 12 pessoas foram presas e o deslocamento de forças de segurança gerou um prejuízo de $46 mil aos cofres públicos, segundo levantamento feito pelo Sunsentinel.

Desse total, $34.600 foram pagos à polícia pelo monitoramento do local, $12 mil aos bombeiros e paramédicos, em um total de $46.725. Além desse valor pago pela Cidade de Boca Raton, outras forças federais e de outros municípios também reforçaram a segurança do evento, como a Border Patrol.

Para o prefeito Scott Singer, o Boca Bash é um fardo que não traz nenhum benefício para a cidade. “Muito mais do que dinheiro, estamos preocupados com a integridade física dos participantes. Por esse motivo, nós reforçamos a segurança do evento a cada ano”.

O Boca Bash teve início há dez anos depois de uma grande celebração de aniversário em um barco e, desde então, acontece todos os anos no último fim de semana de abril. A cada ano é maior o número de prisões, apreensões de drogas e pessoas intoxicadas no evento.