Caminhoneiro pode ser executado por morte de imigrantes no Texas

Sete mexicanos e um guatemalteco foram encontrados mortos na carroceria do caminhão em San Antônio e outras 200 pessoas imprensadas e com dificuldade para respirar através de dois buracos

0
1736
O motorista James Matthew Bradley Jr. pode ser condenado a pena de morte
O motorista James Matthew Bradley Jr. pode ser condenado a pena de morte

Um júri federal em San Antônio (TX) acusou um motorista de caminhão por participação no crime de tráfico de pessoas que resultou na morte de 10 imigrantes indocumentados. Os imigrantes foram encontrados no interior da carroceria do veículo no estacionamento de uma filial do Walmart na cidade. O réu James Matthew Bradley Jr., de 60 anos, enfrenta cinco acusações, incluindo traficar imigrantes por dinheiro resultando em morte.

Sete mexicanos e um guatemalteco foram encontrados mortos na carroceria em San Antônio sob o forte calor de verão com outras 200 pessoas imprensadas e com dificuldade para respirar através de dois buracos. Dois imigrantes morreram posteriormente no hospital local. Dois permaneceram hospitalizados, 5 foram entregues às autoridades migratórias e 22 foram mantidos para serem usados como testemunhas no caso.

Bradley disse inicialmente às autoridades que desconhecia a natureza da carga e que ficou surpreso quando percebeu que haviam pessoas trancadas na carroceria. Ele é dono do caminhão, mas não da carroceria, segundo documentos apresentados no tribunal. O motorista relatou aos agentes federais que o sistema de refrigeração da carroceria não funcionava e que os buracos de ventilação provavelmente estavam entupidos, segundo a acusação criminal apresentada na Corte Distrital do Distrito Oeste do Texas.