Campeonatos estaduais abrem temporada de futebol brasileiro

0
964
Gol de William fechou a goleada do Verdão em Itu (Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras)
Gol de William fechou a goleada do Verdão em Itu (Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras)

Todo começo de ano surge a polêmica: disputar campeonatos estaduais é importante para as principais equipes do futebol brasileiro? Ele serve como pré-temporada? Por que, então, o campeão é incensado e os perdedores enfrentam turbulência?

A resposta à essas perguntas varia de acordo com o interlocutor. Uma coisa, porém, é certa: eles ainda continuam a existir por causa dos interesses das federações estaduais que a CBF quer agradar em troca de votos para manutenção de poder.

Em minha opinião, o calendário do futebol brasileiro deveria adaptar-se à temporada europeia por uma série de motivos: 1) evitaria desfalques importantes em torneios, 2) facilitaria excursões das equipes brasileiras durante a pré-temporada, ajudando a divulgar os clubes brasileiros no cenário internacional, 3) permitiria as definições dos elencos sem a perda de peças chaves em momentos de decisão.

Muitos argumentam que os brasileiros não estão habituados a folgar no meio do ano (entre junho e agosto), por isto a mudança não daria certo. Discordo. Tudo é questão de adaptação. E, melhor ainda, os campeonatos estaduais poderiam ser disputados concomitantemente ao Brasileirão. Por ser a principal competição do futebol profissional, o Campeonato Brasileiro seria jogado aos finais de semana e os meios de semana seriam reservados para os demais torneios: Copa do Brasil, Copa Libertadores da América ou Copa Sul-Americana, e Campeonatos Estaduais.

Paulistão abre com goleadas

Independente de minha opinião os estaduais já iniciaram. O Paulistão deu a largada na quarta-feira (22) com tudo. Nos quatro jogos realizados, foram marcados 12 gols. Com direito a duas goleadas: 4 a 0 do Guarani sobre a Inter de Limeira e 4 a 0 do Palmeiras sobre o Ituano. Nas outras partidas, o Grêmio Novorizontino bateu o Oeste por 2 a 0, mesmo placar da vitória do São Paulo sobre o Água Santa.

O Verdão começou bem o Campeonato Paulista, depois de ter conquistado a Florida Cup. Após um primeiro tempo com poucas emoções, o técnico Vanderlei Luxemburgo promoveu três alterações que surtiram efeito: entradas de William e Zé Rafael no intervalo e de Gabriel Veron mais tarde. Após os gols anotados por Marcos Rocha e Lucas Lima, cujo futebol Luxemburgo está disposto a resgatar, o Alviverde completou o placar com os gols de Zé Rafael (de letra) e William.

Líder do Grupo B, o Palmeiras volta a campo no domingo (26), contra o São Paulo. Por causa das obras no Allianz Parque, o Choque-Rei será disputado na Fonte Luminosa, em Araraquara.

Tricolor também estreia bem

Torcedores comemoram vitória do São Paulo sobre o Água Santa (Foto: Miguel Schincariol / saopaulofc.net)
Torcedores comemoram vitória do São Paulo sobre o Água Santa (Foto: Miguel Schincariol / saopaulofc.net)

Com gols de Pablo e Daniel Alves no primeiro tempo, o Tricolor paulista derrotou o Água Santa de Diadema por 2 a 0 no Estádio do Morumbi. O São Paulo imprimiu um ritmo forte na primeira etapa e no segundo tempo apenas administrou o resultado. Fernando Diniz poupou alguns jogadores de olho no clássico com o Palmeiras no domingo.

O técnico se mostrou contente com o desempenho do São Paulo, mas não deixou de reconhecer que algumas falhas precisam ser ajustadas o quanto antes: “O time agradou, principalmente no primeiro tempo. Cometemos alguns equívocos que temos que corrigir para o fim de semana, mas de maneira geral foi uma boa estreia. Aprimoramos em todos os sentidos em Cotia, acho que para uma estreia os jogadores conseguiram mostrar muita coisa do que treinamos todos esses dias em Cotia. O segundo gol foi um exemplo daquilo que eles trabalharam nessa pré-temporada”.

Uma das missões de Diniz é recuperar o futebol de Alexandre Pato, esquecido em algum lugar do passado. Ele entrou no segundo tempo, demonstrou empenho, porém, ainda precisa desencantar definitivamente para ajudar o Tricolor durante esta temporada.

Cariocão já teve clássico

Torcida do Vasco da Gama fica na bronca com Abel Braga por causa de suas declarações (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)
Torcida do Vasco da Gama fica na bronca com Abel Braga por causa de suas declarações (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Pois é, o famoso Clássico dos Milhões é coisa de moleques. Na quarta-feira (22), Vasco e Flamengo se enfrentaram no Maracanã pela Taça Guanabara. A novidade é que os dois clubes entraram em campo com times alternativos, ou melhor dizendo, com atletas da Sub 23. O Flamengo já havia comunicado a Federação Carioca de Futebol que disputaria a competição com jogadores da categoria de baixo porque os atletas da equipe entraram em férias mais tarde em razão da disputa do Mundial Interclubes.

E neste primeiro clássico do Campeonato Carioca, o Flamengo venceu por 1 a 0 o Vasco. Com o resultado, os rubro-negros chegaram a quatro pontos no grupo A. Já os cruzmaltinos, com apenas um ponto ganho, ficam em situação complicada no grupo B. Para piorar a situação, Abel Braga declarou ter “sido lindo” a derrota para o Flamengo. Ele se referia ao fato de o Vasco ter jogado melhor e perder a partida. Os torcedores, porém, ficaram indignados com a declaração.

Na próxima rodada, o Flamengo encara o Volta Redonda, no sábado (25), no Maracanã. No dia seguinte, o Vasco terá pela frente o Boavista, em Cariacica.

Botafogo dá vexame

O Botafogo já começou o ano pressionado após as duas derrotas no início da Taça Guanabara. Os alvinegros optaram por utilizar uma formação alternativa e não mostraram um bom futebol contra Volta Redonda e Madureira. O auxiliar Bruno Lazaroni admitiu a atuação ruim em Conselheiro Galvão: “Coletivamente fomos mal e a vitória do Madureira foi justa. O Valentim vai fazer as avaliações dele. Vamos conversar com o restante da comissão técnica para decidir quais jogadores serão aproveitados ou não”.

O Botafogo deve colocar os titulares na próxima rodada da Taça Guanabara, no domingo (26), quando recebe o Macaé, no Nilton Santos. Uma vitória é fundamental nas pretensões dos alvinegros de disputar as finais do primeiro turno do Campeonato Carioca.

GreNal na Copinha

O Internacional reforçou a equipe, manteve Guerrero e trouxe o treinador Eduardo Coudet
O Internacional reforçou a equipe, manteve Guerrero e trouxe o treinador Eduardo Coudet

A final da Copa São Paulo de Futebol Jr. será disputada no sábado (25) no Estádio do Pacaembu. No aniversário de 466 anos da cidade de São Paulo, a festa será gaúcha. Os dois finalistas são os gigantes do Rio Grande do Sul: Internacional, que bateu o Corinthians, e Grêmio, que eliminou o Oeste. As duas equipes apresentaram bom futebol durante o torneio e, independente do vencedor, as comissões técnicas terão à disposição uma boa safra de garotos para ser usada nas categorias principais dos dois clubes.

No Gauchão, o Grêmio estreou perdendo para o Caxias por 2 a 0 dentro da sua própria Arena, em Porto Alegre, na quarta-feira (22). As decepções ficaram por conta dos estreantes. O goleiro Vanderlei, recém-contratado junto ao Santos, fazia uma estreia sem sobressaltos até a metade do segundo tempo. Ivan soltou a bomba em cobrança de falta da intermediária e acertou o canto. A bola era defensável, mas o goleiro não impediu o gol do time do interior. 

O volante Lucas Silva, vindo do Cruzeiro, errou no lance do primeiro gol do Caxias e ainda teve outro equívoco no primeiro tempo que quase custou mais uma bola na rede. No mais, não se omitiu e se movimentou bastante no meio. Mas sentiu claramente a falta de ritmo. 

Apesar das falhas, o treinador Renato Portaluppi minimizou as más atuações dos novos contratados e acredita que o Tricolor dos Pampas terá condições de se recuperar. 

O Internacional estreou no torneio na quinta-feira (23) e apresentou como novidade o técnico argentino Eduardo Coudet que trocou o Racing pelo Internacional. A expectativa da torcida é das melhores para ver como será seu trabalho.

Mineirão tem vitórias dos grandes

Rafael Dudamel estreia com vitória à frente do Galo (Foto: Clube Atlético Mineiro)
Rafael Dudamel estreia com vitória à frente do Galo (Foto: Clube Atlético Mineiro)

Por falar em técnicos estrangeiros, a noite de terça-feira (21) teve a estreia do venezuelano Rafael Dudamel no comando do Atlético-MG. O Galo venceu o Uberlândia fora de casa pela primeira rodada do Campeonato Mineiro. Quem garantiu o triunfo do Galo na estreia do técnico Rafael Dudamel foi o lateral-esquerdo Fábio Santos, que marcou o único gol do jogo.

Com o jogo amarrado no primeiro tempo, as principais oportunidades de ambas as equipes foram por meio de penalidades máximas. A primeira foi para o Atlético-MG, aos 22 minutos, e Fábio Santos converteu. O Uberlândia, por sua vez, não conseguiu aproveitar a oportunidade que surgiu aos 40 minutos, pois Michael defendeu a cobrança de Felipe Alves.

Pela segunda rodada do estadual, o Atlético-MG recebe o Tupynambás no próximo domingo (26), enquanto o Uberlândia visita a Caldense no sábado (25).

Cruzeiro vence na estreia

Cruzeiro vence Boa Esporte com jovens jogadores (Foto: Cruzeiro/Duvulgação)
Cruzeiro vence Boa Esporte com jovens jogadores (Foto: Cruzeiro/Duvulgação)

O Cruzeiro recebeu o Boa Esporte no Mineirão e venceu por 2 a 0, na quarta-feira (22), pela estreia do Campeonato Mineiro. Os jovens atacantes Thiago e Welinton anotaram os gols da vitória.

Os donos da casa não demoraram para abrir o placar. Já aos 18 minutos, Maurício fez jogada pelo lado esquerdo e cruzou na segunda trave para Thiago. O atacante testou para baixo, no canto, e colocou no fundo das redes. A Raposa fechou o placar aos 41 minutos da segunda etapa. Em contra-ataque rápido após cobrança de escanteio, Judivan recebeu no meio-campo e acionou Welinton em profundidade. O atacante só teve o trabalho de conduzir e bater na saída do goleiro.

Com a vitória, o Cruzeiro divide a liderança provisória do Estadual com três pontos, ao lado de Patrocinense, Tombense e Atlético-MG. A Raposa volta a campo no próximo sábado (25) em duelo contra a Tombense, pela 2ª rodada do Estadual.