Campeonatos estaduais ainda em marcha lenta

0
1495

Pois é, enquanto o mundo pega fogo com Forum Econômico de Davos e conflito na Venezuela, aqui estou eu para comentar sobre esporte. Futebol principalmente, que serve como uma válvula de escape interessante para esquecermos as agruras do cotidiano.

E a realidade é o início dos Campeonato Estaduais, ainda em ritmo de marcha lenta, sobretudo para os principais clubes do país que estão ajustando suas equipes e apresentando novos contratados, em suma, os treinadores estão usando a primeira fase dos campeonatos como laboratório para montar seus esquemas e conhecer melhor as características de seus jogadores.

Dois bons exmeplos disso são Flamengo e Palmeiras – não, por acaso,os elencos mais badalados do país – que estão alternando radicalmente suas formações para encontrar fórmulas que permitam a Abel Braga e a Luiz Felipe Scolari respectivamente descobrir quais jogadores se adaptam melhor às suas propostas de jogo. E alguns jogadores sequer estrearam como são os casos de Ricardo Goulart no Palmeiras e de Bruno Henrique no Flamengo.

Afinal, todos sabem que os grandes clubes se classificarão para as fases decisivas, portanto, derrotas ou empates no início das competições não devem ser motivos de preocupação para as comissões técnicas. Evidentemente, é preciso saber administrar o desencanto dos torcedores e jornalistas que sonham com belas exibições em todos os jogos, uma quimera. É preciso levar em conta que os atletas ainda não estão no auge da forma física e precisam aprender a conhecer os novos companheiros a fim de se entrosarem para que as jogadas surjam com mais fluidez. Com este preâmbulo, vamos às análises dos campenatos estaduais mais importantes do Brasil.

Campeonato Paulista

Após uma rodada e meia (a segunda rodada foi completada na quinta-feira, 24, quando o jornal já havia sido fechado), Santos, São Paulo e Palmeiras (com duas partidas) lideram seus grupos, enquanto o Bragantino é líder no Grupo do Corinthians, porque o atual bicampeão paulista empatou em casa na primeira rodada com o São Caetano em 1 a 1 e perdeu para o Guarani em Campinas por 2 a 1. No sábado, o Timão recebe no Itaquerão outra equipe campineira, a Ponte Preta, com necessidade de vencer para afastar os maus presságios. De bom, o Alvinegro paulista parece ter encontrado em Gustavo, mais conhecido como Gustagol, o centroavante que procuravam. E ainda por cima falta estrear o argentino Boselli vindo do León do México, que possui faro de artilheiro.

O Palmeiras, atual campeão brasileiro, ainda não empolgou também. Depois de duas partidas, obteve um empate contra o Red Bull Brasil em Campinas e uma vitória sobre o Botafogo de Ribeirão Preto no Allianz Parque. Detalhe: Felipão usou duas equipes diferentes para começar a testar novos jogadores e novas formações. O objetivo é deixar a equipe acertada para a estreia na Copa Libertadores da América.

Já o São Paulo, que pretende a voltar a ser protagonista no futebol brasileiro, estreou bem no Paulistão com uma vitória de 4 a 1 sobre o Mirassol no Morumbi e enfrentou o Novorizontino em Novo Horizonte na quinta-feira. O técnico André Jardine ainda não escalou Hernanes, a maior contratação do Tricolor paulista, que ainda está em fase de recondicionamento físico. Para o São Paulo, os jogos mais importantes começam em fevereiro na Pré-Libertadores e o primeiro adversário será o Talleres de Cordoba, Argentina.

Por fim, o Santos do técnico Jorge Sampaoli. O argentino não esconde ter ficado decepcionado com o desmanche sofrido por sua equipe, que perdeu Robson Bambu para o Athletico-PR, Dodô para o Cruzeiro e Bruno Henrique para o Flamengo. Para compensar, trouxe alguns jogadores de países latino-americanos como o venezuelano Soteldo e o colombiano Felipe Aguilar, além do volante Ronaldo que foi envolvido na transação de Bruno Henrique. A exemplo do Corinthians, o Alvinegro praiano tem a Copa do Brasil e a Copa Sul-Americana para disputer neste primeiro trimestre do ano.

Campeonato Carioca

Dividido em dois grupos, a Taça Guanabara vem tendo o Vasco da Gama como destaque. Depois de uma vitória magra sobre o Madureira na estreia, goleou o Volta Redonda por 5 a 2 dando fôlego ao técnico Alberto Valentim para ajustar o time sem a pressão dos torcedores mais exaltados. O Fluminense, outro grande da chave, decepcionou na estreia e ficou no empate de 1 a 1 com o Volta Redonda. O segundo jogo foi disputado na quinta-feira em Campos contra o Americano.

No Grupo C, o líder é o surpreendente Boavista, com duas vitórias, e a decepção é o Botafogo com uma derrota e um empate, dividindo a lanterna da chave com Resende e Bangu, todos com apenas um ponto conquistado em dois jogos. Já o rico e poderoso Flamengo é o vice-líder, depois do empate com o Resende. O destaque da partida foi o golaço de bicicleta marcado por Henrique Dourado. O Ceifador mostrou que não é apenas um ótimo batedor de pênaltis. Abel Braga também entrou com uma equipe completamente modificada para testar os jogadores, e Bruno Henrique chegou para qualificar ainda mais o elenco do Rubro-Negro do Rio de Janeiro.

Campeonato Mineiro

Tupynambás e Cruzeiro são os líderes do Mineirão. Ambos fizeram dois jogos e somaram duas vitórias, entretanto o clube de Juiz de Fora leva vantage no saldo de gols: 5 a 3. Na quarta-feira (23), o Tupynambás venceu o Tupi no clássico local por 1 a 0, gol de Geovani. Com time misto, a Raposa derrotou o Patrocinense pelo mesmo placar, com gol de David.

O Atlético-MG, por sua vez, que havia empolgado seus torcedores na estreia com goleada de 5 a 0 sobre o Boa Esporte, com direito a hat-trick de Ricardo Oliveira, foi surpreeendido pelo Tombense em Tombos e voltou para Belo Horizonte com o resultado negativo de 1 a 0.

Campeonato Gaúcho

Caxias, Aimoré e Grêmio lideram o Gauchão com 4 pontos. Os dois últimos, aliás, ficaram no empate em partida realizada em São Leopoldo na quarta-feira (23). Entretanto, o Internacional enfrentou o lanterna Pelotas no Beira Rio na quinta-feira (24) e pode ter-se tornado líder isolado da competição. Inter e Grêmio, os grandes rivais do Rio Grande do Sul, estão ajustando seus times para o final de fevereiro quando estrearão na Fase de Grupos da Copa Libertadores da América, juntamente com Palmeiras, Flamengo, Cruzeiro e Athletico Paranaense. São Paulo e Atlético-MG podem juntar-se ao grupo de clubes brasileiros se tiverem sucesso na Pré-Libertadores.

Duelo de patrocinadores

Palmeiras e Corinthians protagonizam a maior rivalidade do futebol paulista. Agora, além da rivalidade em campo e nas arquibancadas, o duelo chegou aos patrocinadores. A Crefisa anunciou ter renovado o contrato de patrocínio do Verdão enquanto o BMG se tornou o novo patrocinador master do Timão. E os valores são portentosos. Confira aqui os números de acordo com os cálculos do GloboEsporte.com:

Celebrado como “o maior da América Latina”, o contrato de patrocínio entre Palmeiras e Crefisa está entre os maiores do mundo, ficando atrás apenas dos gigantes espanhois (Barcelona e Real Madrid), da potência alemã (Bayern de Munique) do novo rico francês (Paris Saint-Germain) e do top 6 inglês (Liverpool, Manchester City, Manchester United, Arsenal, Chelsea e Tottenham).

Para efeito de comparação, somando-se os três valores fixos anuais do novo contrato do Palmeiras com a Crefisa R$ 81 milhões em patrocínio de camisa, R$ 15 milhões em luvas e R$ 6,8 milhões em “propriedades de marketing” (inclui salários de jogadores), chega-se ao total de R$ 102,8 milhões.

Esse valor pode crescer caso o Palmeiras alcance as metas estipuladas em contrato – conquistas de título e classificação para a disputa da Libertadores. Se o time alcançar todas elas, receberá mais R$ 34 milhões por ano.

O Corinthians apresentou esta semana os moldes de sua parceria com o banco BMG, que ocupa o espaço master na camisa do clube. O contrato é válido por cinco anos. O presidente Andrés Sanchez afirmou que a parceria poderá trazer reforços para o Timão. “É uma coisa nova, inovadora, é uma parceria, não simplesmente um outdoor na camisa. É convocar a nação corintiana para abrir conta, daqui a 30 dias terá a plataforma Meu Corinthians BMG. Abrindo a sua conta digital gratuitamente, poderá usar todos os produtos do banco. Minha função é brigar com o banco para ser o mais barato possível”. Segundo Sanchez, o BMG não tem participação nenhuma em jogadores nem hoje nem no futuro”. Mas é óbvio que, por ser patrocinador master, podemos usar o adiantamento para trazer jogadores importantes que a torcida quer. Não tem valor o patrocínio, quem vai determinar é a nação corintiana. Cada produto que comprar, o Corinthians terá 50%. É incalculável o valor”, explicou o presidente. O valor mínimo do patrocínio é de R$ 22 milhões anuais. O Corinthians já recebeu R$ 30 milhões de adiantamento, um valor que já contempla R$ 8 milhões de uma projeção mínima com lucros. Mas o acordo pode valer muito mais.

Jogador argentino Emiliano Sala está desaparecido

A operação de buscas para encontrar o jogador Emiliano Sala e o piloto David Ibbotson segue sem novidades. Segundo a Polícia de Guernsey divulgou em seu Twitter oficial, não há vestígios do avião, desaparecido desde a noite de segunda-feira (21). Em entrevista à imprensa argentina na última terça-feira, o pai do jogador, Horacio Sala, não soube descrever a angústia pelo sumiço do filho. “Nós nos falamos no domingo (dia anterior ao voo). Ele estava muito contente por ter sido contrata por um clube maior. Estava muito feliz com isso, que estava jogando bem. Aí vieram essas notícias de que, não sei… Não há palavras para descrever o sentimento “, lamentou.

Emiliano Sala, jogador argentino que atuava no Nantes, da França, foi a contratação mais cara do Cardiff, do País de Gales, que está disputando a Premier League. Ele e o piloto continuam desaparecidos. Na manhã de quinta-feira (24), a polícia local informou que iria averiguar as costas de Burhou, Casquets, Alderney, Cherbourg, Jesey e Sakr – todas localizadas no Canal da Mancha, onde a aerovane sobrevoava quando fez seu último contato com o tráfego aéreo. A primeira ilha já foi toda percorrida a pé, mas não foram encontrados vestígios do avião.

Eliminatórias da Conmebol por pontos corridos

A Conmebol anunciou na quarta-feira (23) as datas e o formato das eliminatórias sul-americanas para Copa de 2022. A disputa por uma vaga no Mundial do Catar começa em março de 2020 e vai até novembro de 2021. O presidente da entidade, Alejandro Dominguez, disse mais cedo, durante participação ao vivo no Redação SporTV, que a ideia é se adequar ao calendário europeu.

O formato será o mesmo da última edição: dez seleções, pontos corridos, turno e returno em 18 rodadas. Os quatro primeiros garantem vaga direta, enquanto o quinto colocado disputará uma repescagem em março de 2022.

O conselho da Conmebol anunciou que a tabela será sorteada em conjunto com a Fifa. A data desse sorteio não foi revelada.

Em 2020, os jogos das eliminatórias acontecerão nos meses de março, setembro, outubro e novembro (duas rodadas por mês). Em 2021, serão disputados nos meses de março, junho, setembro, outubro e novembro (também com duas rodadas por cada mês).

Estrela dos Pacers, Oladipo rompe tendão do quadríceps direito e está fora da temporada

O time de basquete do Indiana Pacers sofreu na quinta-feira (24) um grande baque para a sequência da temporada. Uma ressonância magnética confirmou que Victor Oladipo, grande astro da franquia, sofreu uma ruptura do tendão do quadríceps direito e não voltará mais a atuar na temporada 2018-2019. O jogador passará por cirurgia, mas a data do procedimento ainda não foi revelada pela equipe. Oladipo vinha sendo o principal motor ofensivo dos Pacers na temporada, com médias de 18.8 pontos, 5.6 rebotes e 5.2 assistências.

Oladipo sofreu a lesão no segundo quarto da partida contra o Toronto Raptors, na quarta-feira (23), e precisou ser retirado de maca da quadra. O lance ocorreu numa disputa de bola com Pascal Siakam, dos Raptors, em que numa tentativa de parar o oponente numa transição defensiva, o ala-armador caiu de mal jeito e sofreu a contusão.

Na pós-temporada de 2017, o armador Tony Parker sofreu a mesma lesão e só voltou às quadras seis meses após se machucar. Desde sua chegada aos Pacers, em 2017, Victor Oladipo vem elevando o nível do Indiana Pacers, tanto ofensivamente quanto defensivamente. Na temporada passada, o jogador foi selecionado para o Jogo das Estrelas pela primeira vez na carreira, e acabou sendo eleito o jogador que mais evoluiu em 2017-2018. O Indiana ocupa a 3ª posição da Conferência Leste, e sem o seu principal jogador, terá um caminho mais complicado na corrida por mando de quadra para os playoffs.

Caio Collet integra academia de pilotos da Renault

Ele é apontado por muitos, e não sem razão, como o brasileiro de maior talento e perspectivas de sucesso na Fórmula 1 em um futuro não tão distante. A conquista antecipada do título francês de Fórmula 4, com direito a oito vitórias, só confirmou a opinião, e o gerenciamento da carreira por Jean Todt por meio da All Road Management fizeram o resto. Caio Collet passa a integrar a academia de jovens pilotos da Renault, a RS Academy, ao lado do chinês Guanyu Zhou, que fazia parte do programa da Ferrari, mas acabou dispensado – correrá este ano na F-2 e será piloto de testes e desenvolvimento.

A escolha acabou ajudando a definir os planos do paulista para a temporada 2019 e direcionando seus esforços para o renovado Europeu de F-Renault, agora disputado com chassis Tatuus (pela equipe R-ACE). Neste ano, a categoria terá etapas em nove circuitos usados pela F-1, incluindo uma inédita final em Abu Dhabi.

“Estou muito feliz em fazer parte da Renault Sport Academy. Na última temporada, foi uma grande motivação saber que haveria uma oportunidade de entrar para o programa como parte do prêmio para o vencedor da Fórmula 4 Francesa. Minha sede de vitória só aumenta, pois quero mostrar à Renault que realmente mereço um lugar na Academia e isso significa ter uma temporada de sucessos nas pistas da Fórmula Renault Eurocup. Vou me empenhar bastante para atingir meus objetivos e não vejo a hora de trabalhar com a Renault e contar com todo o suporte que a marca oferece”, destacou.

Com o acerto de Caio, agora são cinco os brasileiros ligados diretamente às escuderias do circo. Sérgio Sette Câmara será piloto de testes e desenvolvimento da McLaren, mesma função exercida por Pietro Fittipaldi na Haas. Enzo (irmão mais novo de Pietro) e Gianluca Petecof integram a Ferrari Driver Academy (FDA).