Carteira de NY não será válida para embarque em voos domésticos

Medida que deve ter início em 2016, atinge também New Hampshire, Minnesota e Louisiana

0
1535

DA REDAÇÃO – A driver license emitida em New York não será suficiente como documento para embarques em aeroportos dentro dos Estados Unidos. New York está entre os quatro estados cujas carteiras de motorista não seguem os padrões federais de segurança, portanto, não poderão ser utilizadas como forma de identificação no embarque em voos comerciais.

Segundo o Departamento de Segurança Interna (DHS), a decisão poderá entrar em vigor em 2016. As cédulas emitidas em New York, New Hampshire, Minnesota e Louisiana não cumprem os padrões estabelecidos pelo DHS na última fase do federal Real ID Act of 2005, que determina que os residentes nesses estados deverão apresentar um passaporte ou outra forma válida de identificação para embarcar em voos domésticos. O objetivo é aumentar a segurança e combater o terrorismo.

A lista não especifica porque os quatro estados falharam no cumprimento das exigências. O DHS postou em seu website que implantará as novas restrições “não antes de 2016”.

“O Ato estabeleceu padrões mínimos de segurança para a confecção e emissão das carteiras e proíbe os órgãos federais de aceitá-las para determinados propósitos as carteiras de motorista e cédulas de identificação de estados que não cumprirem esses padrões”, determina o DHS. “Os indivíduos portadores de carteiras que não cumprem esses padrões precisarão seguir procedimentos de controle de acesso alternativos para os objetivos determinados pelo Ato”.

A apresentação das carteiras de motorista emitidas em New Jersey ainda permitirá que os residentes embarquem em voos domésticos. Os voos internacionais continuarão exigindo um passaporte válido.

As carteiras de motorista lideram a lista de documentos aceitáveis em viagens aéreas, postou online o Departamento de Segurança nos Transportes (TSA). Entretanto, mais de uma dúzia de outros documentos foram listados, incluindo o ID militar, o cartão de viajante do DHS, um passaporte estrangeiro, o cartão de residência permanente (green card) e o cartão de identificação de trabalhador em transportes.