Casa Branca divulga conteúdo da conversa de Trump com presidente da Ucrânia

Conversa motivou pedido de impeachment; 'O que quer que você possa fazer com o procurador-geral seria ótimo', diz Trump a Volodymir Zelensky, sobre o filho do possível candidato Democrata à presidência, Joe Biden

0
849
Trecho da conversa divulgado pelo governo (Foto Reprodução Casa Branca)

A Casa Branca divulgou nesta quarta-feira (25) a transcrição por telefone da conversa entre o presidente Donald Trump e o presidente da Ucrânia Voloddymir Zelensky. A conversa motivou a abertura do processo de impeachment do presidente pelos Democratas. A alegação é que Trump está usando fontes estrangeiras para manipular os resultados das eleições do ano que vem.

O texto mostra que Trump pediu ao ucraniano para investigar se o ex-vice-presidente Joe Biden encerrou uma investigação sobre uma empresa onde seu filho, Hunter Biden, trabalhava, e pediu ao líder europeu que atuasse com Rudy Giuliani e o procurador-geral William Barr nesse assunto.

Biden é o potencial rival de Trump na eleição presidencial de 2020. O telefonema aconteceu depois de Trump ordenar ao governo norte-americano que congelasse quase US$ 400 milhões de ajuda dos EUA à Ucrânia.

“Fala-se muito sobre o filho de Biden, que Biden interrompeu a investigação e muitas pessoas querem descobrir isso, então o que quer que você possa fazer com o procurador-geral seria ótimo”, disse Trump durante a ligação, segundo a transcrição disponibilizada pelo Departamento de Justiça.

“Biden saiu por aí se vangloriando de ter impedido a investigação, então, se você puder conferir isso… Parece horrível para mim”, disse o presidente dos EUA, de acordo com o documento.

Zelensky responde que “seu candidato” ao cargo de promotor “analisará a situação, especificamente a empresa que você mencionou”.

Um alto funcionário da Casa Branca disse à CNN que a transcrição da ligação, ocorrida em 25 de julho, vem de um software de reconhecimento de voz. Há um aviso no final do documento de que “não é uma transcrição literal de uma conversa”. Além de Trump, o presidente Zelensky também deu sua permissão para a divulgação da transcrição.

O presidente Trump, falando sobre a transcrição recém-divulgada disse que “não houve pressão”.

“Foi uma carta amigável. Não houve pressão, do jeito que isso foi ventilado, aquela ligação, seria a ligação do inferno. Acabou sendo um telefonema nada diferente do que muitas pessoas disseram: ‘Eu nunca soube que você poderia ser tão legal'”.

Trump disse que o inquérito de impeachment é uma “caça às bruxas”. “Só para vocês entenderem, é a maior caça às bruxas da história americana, provavelmente na história, mas certamente na história americana”, disse ele.

Leia na íntegra a transcrição aqui.

(Com informações da CNN e G1)