Cheiros e mau cheiros

0
1729
Cheiros
Cheiros
  • Significado de Cheiro: Impressão que atinge o olfato.
  • Sinônimos de Cheiro: aroma, fragrância, odor, olência, olor, perfume, budum, futum, cecê-dos-diabos (os últimos sinônimos são adições minhas)

Podemos não perceber no dia a dia, mas as impressões olfativas são quase tão fortes quanto as visuais em nossa memória. Quem não se lembra de um cheiro característico da infância, seja dos lápis de cera da escola, de alguma planta que só tinha naquele local de férias, daquele sabonete que a vovó usava (no meu caso, Phebo…)? Ou o cheiro de alguém – bom ou ruim, como a pessoa que o usa. Lembro de um que me marcou muito, quase passei mal quando uma colega de trabalho entrou no elevador usando um tal de Poison (realmente, deve ser um “poison” para diabéticos) – aquilo era tão doce quase me fez perder a vontade de comer a sobremesa naquele dia (eu disse “quase”). Sempre falo que perfume bom é aquele que você só sente ao chegar bem perto da pessoa, e assim mesmo deve ser suave e não motivo para ter que tomar um antialérgico.

Por sorte nosso olfato se ajusta mesmo em condições extremas. Certa vez fui mergulhar na Samoa Americana, no Oceano Pacífico. A ilha tem uma processadora de pescado, com tubulações que são ligadas diretamente dos porões dos barcos para as esteiras de tratamento e separação. O cheiro da água fétida que escorre e dos restos não utilizados pode ser sentido a quilômetros de distância.

É uma mistura de peixe podre com óleo rançoso e suor de adolescente com disfunção hormonal (acho que me fiz entender, né?). Se o olfato humano não se ajustasse, eles teriam que contratar funcionários novos toda semana, já que os antigos iriam para o hospital ou morrer após tanto vomitar.

Quem fuma perde uma boa parte do olfato – creio que é um dos motivos que nos leva a engordar após parar de fumar. Começamos a sentir novamente o perfume de um pão quente, de doces, temperos… por outro lado, voltamos a perceber a falta de banho de pessoas à nossa volta. Aliás, certa vez saí com uma mulher muito bonita, mas ao entrar no meu carro veio aquele futum de cabelo sem lavar uma semana – não que ela não tomasse banho, mas devia seguir à risca aquele conselho que nossas bisavós davam, que mulheres não deveriam lavar seus cabelos todos os dias senão eles enfraqueciam e caiam. Antigamente isso até podia ser verdade, afinal lavavam a cabeça no tanque com sabão feito de gordura de porco, e era difícil ter que tomar banho gelado já que não devia ter luz elétrica em suas cavernas. Hoje se perguntar a qualquer dermatologista ele lhe dirá que isso é bobagem, os shampoos disponíveis no mercado não são tão agressivos e podem (devem) ser usados no dia a dia.

Esse papo de que “o couro cabeludo demora 24 horas para secar” não cola… experimente deixar qualquer coisa molhada sobre um objeto a 36 graus Celsius e veja se ele não seca em pouco tempo (sua cabeça tem essa temperatura, tá?). Ou seja, a menos que você more na Sibéria e tenha medo de congelar a cabeça ao sair na rua, você DEVE lavar a cabeça ao tomar banho. Se você tem preguiça de lavar e secar, então a história é outra… banho sem lavar a cabeça para mim não é banho, eu lavo todos os dias.

Sei que soa cliché, mas a maior parte dos europeus não é muito chegada a um banhozinho todos os dias, no máximo alguns fazem banho tcheco nas parte íntimas. Quando ando de metrô lá saio zonzo com a mistura de “odores”. Se não for falta de banho, então os desodorantes locais tem fragrâncias diferentes das que temos aqui, tipo essência de goiaba podre ou de cebola com badejo em decomposição. Blergh!

Elevadores são como uma câmara de torturas para quem tem bom olfato. Tem gente que entra com cachorro fedido (já se acostumaram e nem sentem), vestindo roupa mal lavada ou com aquele cheiro de pano sujo causado por ter ficado úmido muito tempo. Faz tempo que perdi a vergonha, e na cara dura enfio meu nariz dentro da camiseta fazendo questão de mostrar que tem algo errado lá dentro. “Ah… o meu totozinho está precisando de um banhozinho, nééééé?”. Eu sorrio amarelo para não responder dizendo que o que ele precisa é de um lança-chamas. (Nota do Autor: a última frase somente foi para efeito de fazer piadinha, eu nunca usaria um lança-chamas em um animalzinho indefeso)

Mesmo os odores que podem ser bons em alguns momentos se tornam ruins no elevador: quem nunca sentiu vontade de estrangular aquele carrasco que sobe levando uma pizza maravilhosa, nos torturando do térreo até descer em seu andar?