Corinthians ainda é líder, mas perde eficiência

0
1576

O Corinthians tem muito a comemorar. O time está há quatro meses sem perder, lidera o Campeonato Brasileiro com seis pontos de vantagem para o segundo colocado e deve terminar o primeiro turno na liderança. Entretanto, como previu Renato Gaúcho, técnico do Grêmio, o Timão começaria a “despencar”. Depois retratou-se e trocou despencar por oscilar. Parece que a profecia do treinador mais irreverente do futebol brasileiro começa a se cumprir. Depois de ter aberto dez pontos em relação ao vice-líder, o próprio Grêmio, o Alvinegro paulistano viu esta diferença diminuir para seis pontos. Vale lembrar, no entanto, que o time de Fabio Carille perdeu quatro pontos para duas equipes que estão na parte de baixo da tabela – empate no Itaquerão em 2 a 2 com Atlético-PR no sábado (15) e 0 a 0 com o Avaí na Ressacada na quarta-feira (19). O que compensou estes maus resultados foram as vitórias obtidas sobre Grêmio (2 a 1) e Palmeiras (2 a 0) – dois rivais diretos nos campos dos adversários. O problema do Corinthians parece ser a falta de elenco. Carille conseguiu encontrar uma equipe base, porém, com a sequência de jogos começaram a surgir as lesões e os substitutos não estão no nível dos titulares, o que compromete a eficiência do Timão. Outro ponto a se destacar é que os adversários estudaram a maneira de jogar do Corinthians, portanto, as facilidades estão acabando. A equipe corintiana se dá bem contra adversários mais fortes porque se tranca atrás e arma contra-ataques fatais. Já quando entra como favorito, sua eficácia diminui, até porque as equipes menores adotam a mesma postura. Aí, o Corinthians não consegue ser tão contundente no momento em que precisa propor o jogo. Isto ocorreu nos dois jogos citados e também contra o time misto do Botafogo no Itaquerão. O timão sofreu bastante e apenas ganhou por 1 a 0 com gol do artilheiro Jô, depois de muita pressão. O próximo compromisso do Corinthians será no domingo (23) contra o Fluminense, no Maracanã, enquanto o Avaí receberá o Cruzeiro em Florianópolis. No meio da semana que vem, o Corinthians receberá o patiotas da Colômbia pela Copa Sul-Americana no Itaquerão.

E o Grêmio sobe…

À medida que o Corinthians patina, o Grêmio pega o elevador e sobe na tabela. Depois de vencer a Ponte Preta de virada em Porto Alegre por 3 a 1, repetiu o placar na quarta-feira (19) contra o Vitória, desta vez em Salvador – com gols de Fernandinho, Arthur e Ramiro, e de Deivid para o time da casa. A vitória do Imortal sobre o Rubro-negro baiano mostrou que o time de Renato Gaúcho vem mesmo fazendo uma boa campanha. O problema do Tricolor dos Pampas é o fato de a equipe estar disputando três competições ao mesmo tempo: Brasileirão, Copa Libertadores da América e Copa do Brasil. Isto pode desgastar o elenco e prejudicar a equipe. Entretanto, Grêmio está bem também nas outras competições. Na próxima semana deverá sacramentar sua classificação às semifinais da Copa do Brasil, pois conseguiu uma ampla vantagem ao golear o Atlético-PR por 4 a 0 em Curitiba. Já na Copa Libertadores da América, também obteve bom resultado ao derrotar o Godoy Cruz na Argentina. Pelo Brasileirão, o Grêmio viajará a São Paulo para enfrentar o Tricolor paulista no Morumbi, enquanto Vitória tenta reabilitar-se no sábado (22) contra a Chapecoense no Barradão.

Santos com pouco alarde é o terceiro

O Santos do técnico Levir Culpi vai colecionando bons resultados e vem comendo pelas beiradas. Ninguém comenta muito sobre o Alvinegro praiano e o time confirmou outro bom resultado na quarta-feira (19) ao vencer a Chapecoense por 1 a 0 – gol de Vecchio, o primeiro do argentino com a camisa santista – na Vila Belmiro. Novamente o futebol do Santos não foi bonito nem mesmo convincente, porém, jogou o suficiente para bater o time do Oeste catarinense que passa por uma fase instável e está perto da Zona de Rebaixamento. A demissão intempestiva de Vagner Mancini parece ter provocado um abalo na Chape, apesar do esforço de Vinicius Eutrópio em manter o bom astral da equipe. A verdade é que, passado o período de solidariedade, a Chapecoense precisa encarar a realidade, e o time é bastante limitado para disputar a Série A do Brasileirão. Após ter sido eliminada na Copa Libertadores da América, obteve o direito de jogar a Copa Sul-Americana onde enfrenta em Chapecó o Defensa y Justicia da Argentina e precisa reverter o placar adverso de 1 a 0. Pelo Brasileirão, tem um compromisso difícil contra o Vitória em Salvador. O Santos, por sua vez, receberá o Bahia. Na semana que vem terá a visita do Flamengo pela Copa do Brasil na Vila Belmiro e terá de reverter a desvantagem de 0 a 2. Pela Libertadores, o Santos está bem uma vez que derrotou o Furacão no Paraná por 3 a 2 e jogará em casa no início de Agosto.

No duelo dos favoritos, nenhum vencedor

Flamengo e Palmeiras surgiram como os principais favoritos para vencer todas as competições que participavam. O mengo, pelo menos, já conquistou o Cariocão 2017 enquanto o Verdão continua na seca. Em compensação, a eliminação precoce do Rubro-Negro na Copa Libertadores da América abriu uma ferida entre os torcedores que não perdoam o técnico Zé Ricardo. Na quarta-feira (19), o Palmeiras foi ao Rio de Janeiro com um time misto e mesmo assim trouxe um bom resultado: empate em 2 a 2  no Ninho do Urubu – gols de Pará e Guerrero para o time carioca e de William e Roger Guedes para os visitantes. O jogo foi bastante movimentado, com destaque para os goleiros. Tanto Tiago do Fla – que já sente a sombra do recém-contratado Diego Alves – como Jailson do Palmeiras – que substituiu Fernando Prass que passa por má fase – foram muito bem, evitando mais gols. Jailson até mesmo defendeu um pênalti cobrado por Diego na segunda etapa que poderia dar vitória ao Flamengo. Irritada a torcida pediu a saída do técnico, porém, o presidente Eduardo Bandeira de Mello confirmou que ele ficará no comando e jogou a responsabilidade no árbitro da partida que, segundo ele, foi o responsável pelo Flamengo não ter vencido. O Mengo terá uma boa chance de se recuperar no sábado 922), quando receberá o Coxa no Rio de Janeiro. O time carioca também está disputando a Copa Sul-Americana e praticamente eliminou o Palestino do Chile ao ter vencido a equipe chilena por 5 a 2 e agora jogará no Rio para confirmer a classificação. Já o Verdão, viajará a Recife onde jogará com o Sport no domingo (23). Depois, decidirá seu destino na Copa do Brasil em Belo Horizonte, quando enfrentará o Cruzeiro, após empate em 3 a 3 entre as duas equipes em São Paulo. E terá de reverter o resultado do Barcelona de Guayaquil que venceu o Verdão no Equador por 1 a 0.

Ponte Preta recupera-se com goleada

Após uma fase instabilidade no Brasileirão, a Ponte Preta goleou o Coritiba por 4 a 0 na quarta-feira (19) em Campinas, com dois gols de Emerson Sheik, Lucca e Leo Arthur. As duas equipes estão na parte de baixo da tabela, com a Ponte em 14º lugar e o Coritiba uma posição acima. A má partidfa e a consequente goleada resultaram na demissão do técnico Pachequinho – mais um! – do Coxa. Os dirigentes pensam que trocar técnicos pode ser a fórmula mágica que faça a equipe jogar um futebol de campeão. Isto serve apenas para aplacar a fúria da torcida e tirar o foco dos maiores problemas que as equipes apresentam. A Ponte Preta tem outro compromisso com um time do Paraná e viajará a Curitiba para enfrentar o Furacão, enquanto o Coritiba jogará no sábado (22) contra o Flamengo no Ninho do Urubu. A Ponte ainda disputa a Copa Sul-Americana e enfrentará o Sol de América no Paraguai com a vantagem de ter vencido por 1 a 0 em Campinas.

Outro favorito derrapa

Além de Flamengo e Palmeiras, Atlético-MG também era apontado como um dos grandes favoritos para vencer tudo nesta temporada. Mas o Galo vem fazendo uma campanha discreta no Brasileirão, após ter vencido o Campeonato Mineiro. A equipe ocupa a 11ª posição (antes da rodada de quinta-feira) e foi derrotada em casa na quarta-feira (19) pelo Bahia por 2 a 0, com dois gols de Juninho. O slogan “Caiu no Horto, está Morto” não tem sido efetivo nesta temporada. E, claro, os torcedores já elegeram o vilão: o técnico Roger Machado. Segundo os especialistas, ele ainda não conseguiu dar um padrão de jogo satisfatório a uma equipe com bastante craques. No domingo (23), terá um choque de alvinegros, pois receberá o Vasco da Gama em Belo Horizonte, enquanto o Bahia viajará a Santos para enfrentar o Alvinegro praiano. No meio da próxima semana o Galo enfrentará o Botafogo no Rio de Janeiro em dispuita por uma vaga nas semifinais da Copa do Brasil. Já na Copa Libertadores da América, precisará derrotar Jorge Wilstermann da Bolívia para seguir na competição.

Aleluia! O São Paulo venceu!

Após nove jogos sem vencer, o São Paulo voltou a ganhar. O Tricolor paulista derrotou o Vasco da Gama no Morumbi na quarta-feira (19) por 1 a 0, gol de Pratto no primeiro minute de partida. Depois disto, passou por um sufoco danado para segurar o resultado e fez o técnico Dorival Jr. sorrir. Os otrcedores prestigiaram a equipe que ainda está na Zona de Rebaixamento e até sal grosso jogaram para espantar a zia. Parece que deu certo. Agora, receberá o poderoso Grêmio também no Morumbi no jogo marcado para segunda-feira (24), enquanto o Vasco da Gama terá outro compromisso difícil: Atlético-MG em Belo Horizonte. Pelo menos estas duas equipes têm a vantagem de ter apenas o Campeonato Brasileiro para disputar ao contrário de outras agremiações. A 15ª rodada do Brasileirão compeltou-se na quinta-feira (20) com as partidas entre Fluminense x Cruzeiro, Sport x Atlético-GO e Atlético-PR x Botafogo.

Brasil, país do surfe!

O Brasil já havia sido o país do automobilismo após o sucesso de Emerson Fittipaldi, Nelson Piquet e Airton Senna na Fórmula 1 e Hélio Castro Neves e Tony Kanaan na Fórmula Indy, depois tornou-se o país do tênis, graças ao fenômeno Gustavo Kuerten, e agora se tornou o país do surfe. Em um evento em que surfou em alto nível desde a primeira bateria, o brasileiro Filipe Toledo conquistou na quinta-feira (20) o título da etapa da África do Sul do Mundial de Surfe (WSL). Foi o primeiro título de um surfista do país em uma competição da elite do esporte nas tradicionais ondas de Jeffreys Bay – Mineirinho ganhou em 2012 pelo extinto WQS, o equivalente à segunda divisão. Por falar em Adriano “Mineirinho” de Souza, ele e Gabriel Medina já haviam sido campeões mundiais de surfe, confirmando a boa fase do charmosos esporte das ondas. Está na hora de os brasileiros passarem a entender mais sobre tubos e outros movimentos que fazem o surfista desafiar as ponderosas ondas nos oceanos de todo mundo.