É proibido usar o tempo ‘illegal alien’ para se referir a imigrantes em New York

Novas regras anunciadas pela cidade também proíbem a discriminação baseada no nível de inglês do imigrante e ameaças de ‘chamar a imigração’ para pessoas sem documentos

0
1647
Imagem capturada do Twitter de cartaz espalhado no Nebraska

New York City baniu o termo ‘illegal alien’ usado para se referir a imigrantes indocumentados com a intenção de “diminuir, humilhar ou assediar” o estrangeiro.  As novas regras anunciadas pela cidade também proíbem a discriminação baseada no nível de proficiência em inglês do imigrante e ameaças de ‘chamar a imigração’. As multas para tais infrações podem chegar a $250 mil.

As regras valem para espaços públicos, ambientes de trabalho e também em casa. Em setembro, a proprietária de um imóvel em New York foi condenada a pagar $17 mil por ameaçar sua inquilina – imigrante da Guiana que na época não tinha documentos – de chamar a Imigração. A inquilina estava com o aluguel atrasado e passou a sofrer ameaças.

“Temos orgulho de anunciar tais medidas trabalhadas em conjunto com a comissão de Direitos Humanos da câmara de vereadores. Este é um guia importante para combater a retórica de medo e xenofobia praticada pelo governo federal e também por agentes federais, que ameaçam o bem-estar das famílias de imigrantes”, disse Bitta Mostofi, commissioner da cidade.

O Departamento de Homeland Security define ‘alien’ como “qualquer pessoa que não seja cidadão dos Estados Unidos”.

Entre os exemplos citados de violações estão:

– Um hotel proibir funcionários de falar outra língua porque ofenderia os hóspedes;

– Um proprietário de imóvel ameaçar de chamar o ICE porque o imigrante reclamou de algo errado dentro do imóvel.

– O dono de uma loja ofender pessoas por não estarem falando inglês.

Leia aqui o resumo da diretriz.