Economia dos EUA fica abaixo da meta de Trump

Índice de 2,3% em 2019 foi o menor crescimento desde 2016

0
939
Trump está incomodado com a taxa de crescimento anual aquém das suas promessas em ano de eleição (Foto: Wikimedia)
Trump proíbe a entrada de brasileiros nos EUA (Foto: Wikimedia)

DA REDAÇÃO – Em ano de eleição, qualquer chuva fina pode se transformar em tempestade. E é esse o caso na Casa Branca, depois da divulgação dos resultados referentes à economia do país pelo escritório nacional de estatísticas: o Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos cresceu apenas 2,3% em 2019, abaixo da expansão de 2,9% registrada em 2018. Em dólares correntes, porém, o PIB norte-americano alcançou $ 21,43 trilhões, uma alta de $ 848,8 bilhões em relação ao período anterior.

Foi o menor crescimento desde 2016, quando a economia dos EUA cresceu 2% – e o segundo ano consecutivo em que a meta de expansão de 3% do governo de Donald Trump não foi alcançada. Segundo o Departamento do Comércio, o crescimento em 2019 foi puxado por contribuições positivas dos gastos pessoais, investimentos não residenciais, gastos dos governos federal, estaduais e locais. Já o menor crescimento na comparação com 2018 reflete desacelerações nos investimentos fixos não residenciais e pessoas, e uma piora nas exportações.

Os dados têm ramificações políticas, especialmente em ano de eleição. Uma economia forte tem sido o cartão de visitas do governo Trump e o tema será explorado à exaustão durante a campanha presidencial. “Os Estados Unidos estão no meio de um boom econômico jamais visto antes”, exagerou o presidente, durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, recentemente. Ele tenta manter o otimismo em relação à economia, mas a taxa de crescimento anual aquém das suas promessas incomoda, segundo fontes próximas