Empresa de ônibus Concord Coach Lines anuncia que vai impedir agentes de imigração em seus veículos

Concord segue os passos da Greyhound, que anunciou que vai exigir ordem judicial para permitir a entrada de agentes em seus ônibus

0
1178
Concord Coach Lines tem sede em New Hampshire (Foto Divulgação)

A Concord Coach Lines, empresa com sede em New Hampshire, anunciou que não vai permitir a entrada de agentes do Border Patrol em seus veículos sem a apresentação de ordem judicial. O anúncio vem dias depois de a Greyhound informar que havia tomado a medida.

Segundo o vice-presidente da empresa, Benjamin Blunt, que seus funcionários serão treinados. “A segurança dos nossos passageiros é nossa prioridade. Entendemos os argumentos e fizemos as mudanças necessárias depois de avaliar todas as implicações, inclusive se isso afetaria a segurança da nossa comunidade”.

Essas empresas de ônibus interestaduais enfrentam pressão por parte da American Civil Liberties Union e de outros ativistas dos direitos dos imigrantes, além do procurador-geral do Estado de Washington, Bob Ferguson. Eles pedem para elas parem de permitir varreduras em ônibus a 160 quilômetros de uma fronteira.

O argumento é que a prática é intimidadora e discriminatória e se tornou mais comum depois da posse do presidente Donald Trump.

A Associated Press reportou recentemente que a Greyhound não é obrigada a permitir que agentes entrem nos ônibus sem ordem judicial. Sempre que era denunciada por ativistas, a empresa dizia que deixava os agentes embarcarem “porque não tinham escolha”.